Eu e Minha Amiga Encoxadas Pela Primeira Vez



Click to Download this video!

O sinal toca, fim de aula, eu e a melissa saímos rápido, tínhamos que voltar pra casa, pois tínhamos que ir ao centro da cidade comprar um presente pra mãe dela, era aniversário de sua mãe,entrei em casa, fui logo tomar um banho,vesti um shorts jeans e uma blusinha leve, estava muito calor, depois de 1hr a melissa me chama e saímos e fomos para o ponto de ônibus 10 min. e chegou, pagamos e passamos e fomos para o fundo ver ser tinha algum lugar pra sentar, ficamos a tarde toda andando pelo centro,compramos o presente, olhamos vitrines, tomamos sorvete, o tempo passou e qdo resolvemos ir embora já éra final de tarde, fomos pegar o onibus no terminal, qdo chegamos estava uma fila enorme o onibus chaga e fomos subindo naquele empurra empurra, e msm que vc não queira, ñ tem jeito, as pessoas vai empurrando e vc é obrigada a ir para o fundo e assim foi, chegamos quase no fundo e o onibus foi enchendo e todo mundo espremidos que não dá nem pra se mexer, olhei pra melissa ela olha pra mim e lamentamos ter demorado pra ir embora, mais agora já era, não tinha mais jeito, ficamos ali, espremidas entre o banco e o corredor, o onibus começa a andar e no balanço do onibus sinto uma pressão atraz de mim olhei pra melissa e ela na msm situação que a minha, éra uns 5 homens de seus 25 a 45 anos, usavam um uniforme azul, e depois de uns 5 minutos começei a sentir algo ficando duro escostando na minha bundinha, o tempo passava e no balanço do onibus aquilo ia ficando cada vez maior, nos meus 15 aninhos nunca tinha sentido,a ñ ser quando éra mais nova e sentava no colo do meu avô mais isso é outra história, mais já sabia o que éra aquilo, não tinha como sair, e aquilo foi crescendo e fazendo pressão na minha bundinha e logo se encaixou bem no meio e me peguei gostando da situação e qdo me dei conta estava começando a ficar excitada, qdo sinto uma respiração bem perto da minha orelha confesso que me arrepiei e cada exalada daquele ar quente em meu ouvido involuntariamente levava minha bundinha para traz, e qdo me pegava no que fazia ia pra frente mais logo sentia aquela coisa dura fazendo pressão ainda mais forte e ficava num mixto de medo e excitação ao msm tempo, estava confusa, não sabia se estava gostando ou repudiando td aquilo, mais as envestidas continuavam e as exaladas no ouvido tb, abaixava a cabeça pra frente tentando evitar mais quando levantava sentia e me arrepiava toda e aos poucos fui me deixando levar e entendi que não tinha como sair estavamos rodeadas por aqueles homens que formavam um cordão de isolamento não deixando saida, mais já não sabia se realmente queria ter uma saida e cada balanço do onibus me mexia como que disfarçadamente e levava a bundinha pra traz e diante da minha reação o safado forçava aquela coisa de encontro a minha bundinha como que querendo furar meu shorts, em um dado momento senti ele se afastando e uma mão a me alisar e apertar minha bundinha e a deslizar de cima a baixo e por instantes pousava na minha xaninha e apertava, começei a senti-la toda molhadinha e cada pressão me excitava cada vez mais, voltou a me encoxar agora com aquela tora precionando meu cuzinho e aquela sensação aumentou minha respiração que foi ficando ofegante, o coração a bater mais forte e as pernas começaram a tremer, e instintivamente começei a rebolar no aquela coisa enorme e qdo dei por mim estava tendo um espasmo onde minha xaninha se contraiu e senti uma corrente eletrica percorrer todo meu corpo, um tremor nas pernas e qdo percebi estava gozando uma,duas, tres vezes com uma sensação que o tempo havia parado….
mais não parou, e qdo voltei a razão senti um mixto de prazer e vergonha, a final nunca tinha acontecido isso comigo, logo chegamos em nosso ponto onde iamos descer, tanto eu como a melissa mais que depressa saimos abrindo caminho entre as pessoas, nem olhamos pra traz, descemos rápido e seguimos caladas como que com medo que uma soubesse da outra o que tinha acontecido naquele onibus
cheguei em casa, tomei um banho, jantei e fui pro quarto, passei a noite pensando no que tinha acontecido e não nego que voltei a ficar excitada só em pensar, mais tb com vergonha, sera que alguem viu…….

[CONTINUA…]