Dar pro meu cachorro virou rotina



Click to Download this video!

Ola! meu nome é Larissa, mas podem me chamar de Lari. O que vou contar pra vocês aconteceu comigo quando eu tinha 16 aninhos. Meu corpo nunca foi muito “grande”. Meus seios e minha bunda eram médios pros padrões de uma adolescente. meus cabelos são negros, longos e lisos e sou bem magrinha.

Quando eu tinha 15 anos, eu tinha uma “amizade colorida” com um universitário que eu sempre fui a fim. Todos os dias ele vinha até minha casa por volta das 14:00 só pra transarmos. Eu estudava de manhã e ficava a tarde toda sozinha em casa, pois meus pais são divorciados e minha mãe e minha irmã trabalhavam o dia todo. Tornou-se rotina nossa relação. Todos os dias as 14:00 ele vinha em casa e transávamos (exceto quando eu estava menstruada). (Mas nossa história fica pra outra hora, hehe).

Ficamos assim por quase um ano até que ele conheceu uma outra garota e começou a namorar. depois de um tempo de namoro ele decidiu terminar comigo. Na epoca fiquei muito abatida e me sentindo muito sozinha. Aquele costume que tinhamos começou a fazer falta. Depois de uma semana eu ja não aguentava mais. Num dia eu resolvi me masturbar pra aliviar a tensão (Exatamente as 14:00). Eu estava toda cheia de tesão e me acariciando pensando no meu universitário quando meu cachorro veio me espionar. Era um labrador bonito da cor creme. Chamavamos ele de Marley (em homenagem ao filme “Marley e eu”).

Quando Marley me viu veio “fuçar” minha bucetinha molhadinha. No começo eu afastei ele e mandei ele sair. Mas ele tava muito curioso. Quando ele chegou com o focinho pra cheirar eu senti tanto tesão que acabei deixando. Marley começou a cheirar e lamber minha buceta. Eu estava muito carente então deixei ele continuar. Fui fazendo carinho nele enquanto ele me lambia. Deposi de um tempo ele tentou subir em cima de mim. Tentei tira-lo, ams ele era grande e queria muito. Deixei ele me lamber. Ele parecia estar querendo montar em mim, mas eu relutava.

Cosnsegui acalmar o Marley fazendo um carinho nele. Depois desci minha mão até o pau dele 9que ja estava todo pra fora) e fiquei acariciando. Ele estava bem calminho, então eu me pus a chupar aquele pau peludo e rosado do meu cachorro. Eu estava agaixada pra chupar e Marley parece não ter resistido. Ele veio e montou em cima de mim por trás. Aquela altura eu ja estava com tanto tesão que deixei.

Marley ficou se movimentando, tentando enfiar o pau dele, mas tinha dificuldades de acertar. então fui com minha mão e coloquei a cabecinha do pau dele na portinha da minha buceta. Marley não me perdoou. ja começou logo a meter com voracidade. Suas patas dianteiras se prendiam em meu corpo e suas unhas me arranhavam. Mesmo quando eu tentava me ajeitar ele se mexia e me segurava, as vezes até mordia. No inicio era meio desconfortante, mas aquela selvageria acabou aumentando meu tesão. Eu ja estava suando e gemia bem alto com tudo aquilo. e Marley bombava como se não houesse amanhã. Marley foi mais rápido que eu. Senti sua porra entrando na minha buceta como um jato. Depois de gozar, Marley saiu de cima de mim e foi deitar no canto dele. fiquei do lado dele fazendo carinho enquanto em masturbava até gozar.

Se tivesse ficado por aí estaria tudo bem. Mas no dia seguinte eu ja queria de novo. Transei com Marley quase todos os dias dali em diante. Como eu não tinha que esperar ele vir até em casa, assim que eu chegava da escola eu tirava a roupa a transava com ele. As vezes, quando dava tempo transavamos de novo no final da tarde. Ja chegeui a namorar outros rapazes, mas nunca deixei Marley de lado.

Hoje estou com 22 anos. Marley ja ta um pouco velho e não aguenta transar comigo todos os dias. Mas, mesmo assim, ja adotamos um outro cachorro e quando ele ficar adulto vou ensinar ele a satisfazer sua dona! Hehe