Meu Marido Mão de Vaca, Pão Duro parte II



Click to Download this video!

Parte I… Ola, vou contar para você o que acabou acontecendo, como já contei eu tinha uma vontade de ir a um Motel, mais meu marido não me levava, achava bobagem, dizendo que a gente faz em casa mesmo, ate que contei a ele que seu amigo o Flavio, casado também, e que segundo a sua própria esposa tem uma rola enorme, grossa, a do meu marido e pequena, fiquei tarada, e em conversa com meu marido dizendo que seu amigo levava a esposa ao motel, ele acabou insinuando para que eu fosse com o Flavio, pensei que ele estava brincando, mais fiquei mais tarada ainda, só em pensar na rola grande e grossa dele, um dia sem eu esperar me aparece o Flavio em casa procurando pelo meu marido, e claro que ele não estava, pois estava trabalhando, mais também não demoraria muito para chegar não, o Flavio disse que iria esperar, pois meu marido tinha pedido para ele passar em casa que ele precisava conversar com ele, isso era umas 16 horas, mais ou menos, meu marido costuma chegar por volta de 17, 18 horas, não sei se meu marido fez de proposito mandando o Flavio passar em casa sem ele estar em casa, ou foi apenas uma coincidência, mas tudo bem eu estava bem a vontade com roupa de andar em casa, com um shortinho curtinho, sem calcinha, uma camiseta regatas meio transparente sem nada ´por baixo, nossa fiquei ate um pouco envergonhada, mas sabe como é não sou de jogar fora tenho um corpo bonito, umas pernas bonita, uma bunda saliente carnuda, me considero bonita para os patrões do homens, mandei ele então entrar, nossa ele ficou vidrado me vendo daquele jeito, pedi desculpas, pois não estava esperando ninguém, ele disse tudo bem, não esquenta, eu acho que escutei ele falar você e gosta de qualquer jeito, eu perguntei o que você disse ele respondeu nada não pensei alto, entrou sentou na sala, eu perguntei se ele queria uma café, mais meu marido sempre fala que ele adora conhaque, então perguntei quer café ou prefere um conhaque, sim preferiu o conhaque, caprichei na doze, fiquei um pouco conversando, minha boceta já estava toda melada, e como meu shortinho era meio curtinho mais folgado e eu estava sem calcinha as vezes eu tinha que puxar pois começava aparecer os lábios vaginais, nossa eu estava num tesão só, mais também não sabia o que fazer, então pedi desculpas e licença que eu iria tomar um banho, do meu banheiro para o meu quarto tenho que passar pela sala, e passei em rolada na toalha, no quarto tirei a toalha fiquei peladinha, mais também não parava de pensar que o Flavio estava ali na sala, de repente ele me aparece na porta do quarto que ficou aberta e alegando que iria embora, me viu peladinha eu fiquei estática sem falar nada, ele veio dizendo assim eu não aguento, me abraçou e começou a me beijar, não demorou muito ele estava metendo aquela rola grande e grossa na minha boceta, nossa coisa de louca mesmo, doeu um pouco mais depois me acostumei, ele meteu bastante ate gozar duas vezes, se lavou e se arrumou e foi embora com medo de meu marido chegar nossa que delicia.
Comentei com meu marido que o Flavio havia estado ali procurando por ele, ele retrucou por que não me esperou, eu não tive coragem de comentar com ele o que havia acontecido, ele disse e então convidou ele para ir a um motel, eu respondi você fica com estas brincadeiras, depois não reclama, parece que esta querendo ser corno, e isso que você quer, ele respondeu quero ver você feliz realizada, e você deixaria mesmo eu sair com o Flavio, ele respondeu se quiser tiver vontade, você e quem sabe, isto passou uma semana o Flavio me liga, em conversa me convidou para sairmos, meio sem coragem mais cabei marcando com ele.
Foi numa sexta feira falei para meu marido que iria ate a casa de minha mãe que iria chegar um pouco mais tarde, e me encontrei com o Flavio, ele me levou para um motel lindo, nossa coisa de cinema, com hidro, ai sim eu soube o que realmente era foder, nossa, nunca na minha vida tinha gozado tando assim, mas também não sei se o Flavio toma viagra mais a rola não amolecia, nossa me fodeu de todas as formas, dentro da banheira, chupei ele me chupou, fiquei com a boceta em brasa toda assada, também ele tem uma rola fora do comum mesmo, 22 cm por 12 muito grossa mesmo, insistiu que queria comer o meu cuzinho, eu adoro anal, mais a rola dele nossa me dava medo, mais com muito jeito e muita dor ele me arrombou todinha, fiquei toda dolorida, ai sim soube o que a esposa dele falava que ficava toda dolorida quando transava com ele, ela só tinha relação com ele uma vez por semana e muito poucas vezes ele conseguiu comer o cu dela, eu sei que nesse dia eu a entendi, fiquei machucada mesmo, mais adorei, já meio tarde ele acabou gozando na minha boceta mais uma vez, era muita porra, como já estava tarde nem banho tomei, acabei indo embora, cheguei em casa meu marido estava deitado eu entrei tirei a roupa para ir tomar um banho ele me agarrou jogou na cama, eu pedi par ir tomar um banho, ele não deixou eu preocupada pois não havia me lavado no motel, estava com a boceta escorrendo porra do Flavio, ele abriu minha pernas e começou a me chupar, nossa eu fiquei sem saber o que fazer, ele então disse nossa amor desta vez o Flavio arregaçou mesmo a sua boceta, e metia a linguá lá dentro chupando tudo, nossa gozei novamente, eu então comecei a chamar ele de corno, isso seu corno chupa a boceta arrombada era isto que tu queria ser corno, e ainda chupar a porra do meu amante, nossa ele ficou louco de tesão acabou gozando na minha boca, nossa que delicia, ele planejou tudo mais o Flavio pensa que ele não sabe, e toda vez que saio com o Flavio voltou sem tomar banho para meu marido chupar tudo nossa que delicia, somos outras pessoas depois disso.
O mais interessante disto tudo foi o que aconteceu uns meses depois, passei se amante do Flavio e claro, metia com ela duas vezes por semana, um dia por um acaso encontrei a esposa dele, conversamos ele me convidou para tomarmos uma cerveja, ela e uma mulher muito bonita também, fiquei meio sem graça, mais jeito de dizer não, com um pouco de medo, pensei será que ela desconfia de alguma coisa fazer escândalo, mais tudo bem, conversamos, ate que ela me agradeceu, dizendo obrigado, eu perguntei obrigado do que, ela me respondeu por você ser amante do meu marido, e deixar ele comer o seu cu, fiquei sem chão, ela disse não fica nervosa não eu sei de tudo, ele me contou, como eu não aguento ele me machuca toda e agradeço por você dar para ele, ela então falou me sabe o que eu queria, eu respondi não, ela disse um dia ver ele fodendo com você e comendo o seu cu, você deixa, eu não sabia o que responder, ela disse qualquer dia você vai lá em casa ou nos vamos no motel e assim ficou nossa conversa. quem sabe eu vou deixar para ela não atrapalhar o meu relacionamento com ele, pois eu adoro dar para ele, ser arrombada por ele. espero que tenham gostado.