A Cunhada



Click to Download this video!

Desde de qdo eu comecei a navegar na internet isso a muito tempo atrás, e procurava sites pornôs via alguns contos e sempre me interessei, mas muitos eram histórias fantasiosas que sempre duvidei. Mas aconteceu algo comigo que me fez relembrar esses contos que eu duvidava. Por ser uma historia real o conto pode ser grande mas vale a pena pelo detalhes. Já sou casado a alguns anos, minha esposa tem duas irmãs, uma casada mais velha, e a outra mais nova solteira.
A casada desde que eu comecei a namorar minha esposa percebi que era safada, ou talvez tenha uma libertinagem sexual fora do normal, a algum tempo descobri pelas conversas que gosta de trocas de casais. Bom mas não é dela que eu quero falar e da outra cunhada mais nova.
Não vou citar nomes, vou apenas chama- lá de cunhadinha. Desde que conheci minha cunhadinha notei que ela era uma pessoa dificil pra não falar chata e enjoada. Ela é baixinha, falsa gordinha com um capo enorme (que segundo conversa dela, que eu já ouvi qdo fica menstruada fica enorme a ponto de usar shorts largos e vestidos pra não aparecer tanto) TB tem uns peitinhos pequenos mas durinhos e uma boca grande e carnuda.
Confesso que apesar de olhar as vezes pra ela não tinha vontade nenhuma de tentar alguma coisa, por respeito a minha esposa. Tanta mulher no mundo e eu vou querer comer logo a irmã dela. Mas respeito a gente da e recebe, e não foi isso que aconteceu. Meu interesse nela começou numa noite de sexta. Cheguei um poko tarde de jogar bola e tava uma reuniaozinha em casa, minha esposa, a cunhadinha e mais três amigas.
Fiz uma salinha e fui tomar banho e como trabalho cedo no sábado avisei que ia dormir. Mas o quarto fica ao lado da onde elas estavam e por curiosidade fiquei ouvindo a conversa. E mulher pra falar besteira eh pior que homem e era uma mais interessante que a outra. Na conversa descobri que uma outra amiga fazia depilação e que a cunhadinha tinha ido se depilar pois ia sair com um fulano, entre gritarias ela respondeu que não virou nada e que pior naquele dia ia dormir na nossa casa e escutou eu e sua irmã transando e que parecia filme porno. Aquilo meu ego deu uma levantada literalmente. E ainda falo do consolo que eh da minha esposa e que fez miséria akele dia com ele.
Entre outras bobagens, depois que minha esposa foi pra cama comi ela como nunca, e fiz questão de fazer barulho pois a cunhadinha ia dormir em casa. Minha esposa aproveito o momento mas logo que acabou e me questionou se eu tinha ouvido a conversa e feito akilo de proposito, e eu na lata falei que sim e perguntei se não era excitante e ela me responde – e como é.e a própria cunhadinha TB percebeu e no outro dia cedo me falo – que vergonha escuta a conversa dos outros, com uma kra de safada que me deixou de pau duro na hora e ainda falo que não dormiria mais lá pq era injusto sua irmã com um de verdade e ela com um de borracha. E eu respondi – eh só que maior que o meu e ela falo que nem era tanto pq já tinha me visto transar com a irmã.
Na hora eu já mostrei minha situação pra ela e ela disse pra me conter que não tinha chance de acontecer nada. Na semana seguinte era aniversário da sogra e ia ser surpresa. As irmãs ficaram a semana toda planejando, e alugaram um espaço com piscina pois a festa era no sabado a noite e no domingo o dia todo. Fiquei com a incumbência de levar as coisa com minha montana na sexta a noite e minha cunhadinha iria CMG pois morava perto do local. Na saída fui alertado pela minha esposa que disse pra eu ter cuidado com que ia fazer, meio em tom de deboxe mais com um pingo de seriedade. Chegando na chácara percebi que a distância onde ia deixar o carro e aonde ia ter que levar as coisas era grande e ia ter que dar várias viagens carrengando as coisas na mão. No caminho ficava a piscina enorme e me veio na cabeça assim que terminar dar um mergulho. E assim foi indo até que acabamos e eu propus de nadar, mas aí já veio a chatisse e coloco um monte de empecilhos. Pq não tinha roupa, pq ia molhar o cabelo, pq ia demorar e outras coisas.
Sugeri que ligasse pra casa da outra irmã e desse uma bronca pq não tinha avisado da distância para levar as coisas e avisar que ia demorar um poko. E era só não mergulhar que não molharia o cabelo, e qto a roupa aí era o problema porém eu tinha uma toalha no carro pra se enchugar e na sacanagem sugeri pra nadarmos pelados. É lógico que ouvi um monte, mais pesei a mente dela e ela se convenceu e me fez prometer não olhar enquanto tira a roupa, que não chegaria perto dela na piscina e que não poderia mergulhar e outras coisas que não lembro.
Bom eu não estava disposto a cumprir nada do prometido eh logico, mas pensei vou tampar os olhos dakela maneira e depois que ficou pelada eh um abraço. E não deu outra, Tapei os olhos com os dedos meio abertos de frente pra ela, como não pediu pra eu não me virar, abri devar os dedos e vi akela bunda gostosa e grande entrar na piscina descendo os degraus e logo falo que eu já poderia olhar.
É lógico que eu ia entrar pelado, ela não se opôs e eu pra fazer charminho pedi pra ela tampar os olhos e ela fez como eu com os dedos abertos. Alí meu pau já tava doendo de tão duro e eu fui entrando na água, já fui rumo dela mais ela se afastou e pediu pra fazer o que tinha prometido.
Tentei algumas investidas, dei uns mergulhos mas ela sempre tampando a bucetinha e os peitos debaixo d água. Fui chegando cada vez mais perto até que encostei por trás e ela nada fez, só deu um suspiro forte. Dei uma abaixadinha e pincelei a perereca dela com meu pau, percebi que ela tremeu toda e já apalpei seus peitihos e a virei e começei a beija la. Dei algumas dedadas nela, chupei seu peitinhos mas, de repente ela se afastou e falo que tava com medo de derepente o dono da chácara chegar, e eu já meio que bravo falei que já tinha chegado até ali e tinha que continuar.
Sugeri que fôssemos até a cozinha pois ali dava pra ver tudo e não tinha como ser supreendido e ela topo na hora. Na cozinha coloquei ela de perna aberta em cima do freezer e chupei sua buceta como se fosse a última que eu chuparia, meti o dedo lá dentro dei várias linguadas no grello e algumas no cuzinho até que meti a língua nakele cu( detalhe sou fissurado num cuzinho), ela se contorcia e gemia alto e falo que tava com vontade de chupar meu pau e já fazia tempo mas não tinha coragem antes.
Ela caiu de boca na minha rola, chupava, cuspia na cabeça, lambia minhas bolas, massagiava beijava meu pau falando o tanto que deseja akilo e que tantas siriricas tinha batido pensando nele, e confesso que nunca tinha recebido uma chupeta daquela, não explodi em porra por muito pouco.
Qdo finalmente fui meter nela ela pediu pra usar camisinha e falei que não tinha e não ia parar pra ir atrás. Ela então sugeriu ir para um motel mas ali ela já tinha perdido a linha e a noção do tempo e na hora que caiu a ficha eu falei que nunca tinha usado camisinha com a irmã. Ela falou que tava no período fértil e não tava tomando remédio.
Eu jurei que não gozaria dentro dela de jeito nenhum mais que queria sentir a buceta dela de qualquer jeito. Ela cedeu e eu meti gostoso, tava toda melada e com akele cheiro de buceta que deixa qualquer homem louco, deitamos na toalha e hora eu lambia a buceta e em seguida metia meu pinto gostoso, tirava o pau e colocava na boca dela e ela chupava e assim foi por alguns minutos.
Coloquei ela de quatro e não resisti cai de boca nakele cuzinho, esqueci da buceta, ora lambia, ora sugava e depois enfiava a lingua. Ela não aguentou e pediu pra eu comer seu cu. E eu que em 4 anos juntos com sua irmã comi o cu dela três vezes. Vi que akilo era o ápice e ia terminar de forma glamourosa a foda. Meti com cuidado e mantivi a mesma pegada, ora metia, tirava e chupava akele cu e dava meu pau pra ela chupa, ali o nojo dela de certas coisas foi pro espaço.
Metia o pau e tirava pra ver o cu aberto igual nos filmes pornôs (confesso que sentia as vezes nojo nos filmes) mais quem puder fazer isso um dia vai sentir algo diferente indescritível. O cel já não parava minha esposa já desesperada e precisava gozar logo mais tava tão bom que na hora que eu ia gozar eu tirava e chupava. Nesse espaço de tempo ela se dedilhava feito loka e logo gozo com meu pau no cu e seu dedo na sua buceta.
Ela tremeu do pé a cabeça, só tinha visto a Márcia imperator fazer isso e não sei se eh verdade, eu querendo enche o cu dela de porra e ela não deixou se recompôs do gozo e pegou me pau e começou a chupar e bater uma e falava pra eu goza na sua boca. Eu fui ficando maluco, as pernas tremiam e eu gozei loucamente num jato tão forte que ela se engasgou, dei umas três quatro esguichadas fortes ainda como a muito tempo não dava e ela foi lambendo o resto que estava saindo. Deixou meu pau limpinho.
Nos recuperamos colocamos a roupa e fomos embora sem falar nada um pro outro. Na porta da casa dela ela me deu um beijo e me falo que nunca tinha sentido algo igual na vida, e que queria gozar no meu pau e não no seu dedo, e que qdo surgisse nova oportunidade era pra eu usar camisinha e eu falei que não usava de jeito nenhum e ela me disse que tomaria remédio então mais que precisava gozar na minha pica. Falei pra ela ligar pra minha esposa e falar que eu tinha carregado as caixas sozinhos pq ela nao tinha aguentado e que eu tava morrendo.
Uma excelente desculpa mas qdo cheguei não foi bem o que ela me disse. Perguntou se eu tinha comido a sua irmã e lógico eu neguei mas parece até que o negócio foi combinado pq me perguntou onde tinha sido se foi na piscina e já falou que provavelmente não pq sua irmã não iria molhar o cabelo então foi na cozinha, que eu chupei ela em cima do frezzer e outras coisas dakele jeito que mulher fala. De duas uma ou foi combinado ou no caminho de volta pra casa a irmã falou td e as já tinham um acordo. E eu neguei, négo e espero outra opirtunidade