Seduzir o meu padrasto (1)



Click to Download this video!

Meu nome é Fernanda hoje tenho 20, quando minha mãe foi morar com meu padrasto eu tinha 7 anos. Dois dias depois que ela foi morar com ele, eu estava com uma amiga e a mãe dela e vi ele beijando uma mulher na rua, só eu vi, fingi que não vi, pois, sabia que se minha mãe se separasse dele íamos continuar morando com a minha tia, que me batia muito.
Eu sabia que ele traia ela. Quando completei 12 ano comecei a perceber que ele sempre me olhava escondido eu trocar de roupa, uma vez ele foi me buscar na escola e quando chegou falou que tinha comprado uma calcinha pra mim, e queria ver como ficava em mim, eu deixei ele me ver com a calcinha que ele comprou, ele apertava o pênis enquanto me olhava.
Quando eu completei 14 anos eu já estava namorando um garoto do colégio que tinha 14 também, perdi a minha virgindade com ele, depois disso comecei a ter vontade de transar com outros meninos, quando comecei a me encontrar com outros meninos mais velhos.
Um dia quando eu cheguei em casa vi um gemido, era o meu padrasto transando com uma menina que trabalhava na casa na vizinha, ela tinha 15 anos, fiquei olhando com muita vontade de estar no lugar dela.
No outro dia pela manhã eu fui ao quarto dele, sabia que estava só, minha mãe tinha ido trabalhar, queria muito transar com ele, foi com uma blusa e um short que eu costumava dormi, bem curto e apertado, minha a poupa da minha bunda aparecia, acordei ele deitando em cima dele, pedindo para me ajudar com o café.
sentei em cima do pau dele, mesmo ele deitado, senti o pau dele ficar duro, isso me deu uma enorme vontade de sentir ela em mim,ele pedindo para eu sair e eu falei que sabia que ele traia minha mãe, e que tinha visto ele comer a empregada da vizinha, e que tinha vontade se foder com ele.
Ele me virou me jogando para o lado da cama,e tirou minha blusa, começou a chupar meus seios, me chamando de minha vadiazinha, e que sempre quis me comer. Ai ele tirou o pau e mandou eu chupar, foi uma maravilha aquele pau enorme na minha boca, ele segurava a minha cabeça com força, empurrando para ele, depois tirou meu short e minha calcinha e abriu as minha pernas dizendo que era uma puta mesmo, e que gostava de foder com meninas bem novinha, que minha mãe já estava velha, por isso transava com outras.
Ele metia com muita força, me chamando de vadia, putinha gostosa, depois ele me virou e quando viu o meu cuzinho, perguntou se eu já tinha dado o cu, eu falei que só uma vez com o colega da escola e que ele só começou a enfiar, mas, doeu muito e eu não deixei ele terminar,ele falou que iria enfiar todo e eu tinha que aguentar a dor. Falou também que minha mãe nunca tinha dado o cu pra ele, ele só fazia o básico, quando começou a enfiar senti uma dor tremenda,mais deixei, isso estava me deixando muito excitada, ele enfiava com muita força me chamado de minha putinha e que agora ele iria me comer todos os dias, enfiava com força puxando o meu cabelo e apertando os meus seios também, depois que ele gozou ficou deitado em cima de mim por uns minutos e dois mandou eu engolir toda a porra dele, engoli todo.
Sempre que ele está com vontade transamos, uma vez transamos no meu quarto com minha mãe na sala conversando com minha tia.