A travesti japonesa me fez mulher



Click to Download this video!

Olá a todos! Pra quem não me conhece sou M. de Belém do Pará, já escrevi outras duas vezes aqui (O Mudinho comeu meu cu…) (Como comecei no sexo) e o que hoje vou contar é como foi minha primeira experiência com uma travesti.
Seu nome era Miuky, uma trava linda, cabelos negros, pele branca, altura mediana, 20 aninhos. Conheci Miuky através do batepapo da uol, sempre tive vontade de ficar com uma travesti ou transex. Conversamos durante semanas até que nosso encontro aconteceu. Lembro de estar nervoso, era minha primeira vez com um homem estranho, ainda por cima travesti. Ela me chamou pra sua, disse que estaria sozinha. Chegando lá, tivemos que esperar um pouco, pois seus pais estavam resolvendo problemas do trabalho.
Fomos para seu quarto, conversamos um pouco e começamos a nos beijar. Eu estava um pouco tímido, mas Miuky me deixou a vontade então relaxei. Tiramos nossas roupas, ela usava sutiã apesar de não ter seios e uma calcinha de renda que deixava aparecer sua pau pequeno e fino. Ficamos nus e nos deitamos de lado, num beijo gostoso. Coloquei minha mão na sua bunda e fui procurando seu cuzinho, enquanto ela fazia o mesmo.
Ela jogou a perna por cima de mim, então pude acariciar aquele cu gostoso e apertado. Fiquei brincando um tempo até que enfiei um dedo. Ela começou a se contorcer, então ficou de bruços na cama e pediu pra que eu enfiasse nela. Estava louco por aquela travesti, então fui pra cima, mordi sua bunda e procurei seu cu com a cabeça do meu pau. Quando encontrei, ela pediu pra meter devagar porque queria sentir ele entrando todo.
Fui metendo devagar, Miuky foi se empinando cada vez mais até ficar de 4, então comecei a bombar naquele cu gostoso. Enfiava e tirava, depois colocava com força. Ela ia a loucura. Continuei metendo, avisei que ia gozar e ela disse que ainda não. Então tirei o pau do cu dela, e ela veio logo chupando meu pau. Chupava tudo de uma só vez. Colocou as bolas na boca e depois lambia até a cabeça e chupava de novo. Eu já não estava aguentando mais e falei q ia gozar, foi então que ela ficou de 4 e meti sem dó naquele cu… Só foi o tempo de entrar todo meu pau, eu gozei naquele cu maravilhoso. Era tanta porra que escorria pelo cuzinho dela.
Então tirei meu pau e ela se deitou de peito pra cima, me deitei em seu peito batendo uma punhetinha em seu pequeno cassete. Lhe dei um beijo e falei: ME FAZ MULHER! Então ela me beijou e foi empurrando minha cabeça pelo seu corpo até chegar no seu pau, exitei no começo, ela empurrou com mais força e cai de boca naquela rola. Chupei, mamei, esfreguei na minha cara, colocava toda na minha boca. Eu tinha virado uma puta pra Miuky. Ela me puxou, nos beijamos, fiquei me esfregando naquela piroca. Estava louco de tesão, meu pau latejava, meu cu piscava.
Miuky me jogou na cama, fique de bruços, ela veio pra cima, esfregava aquele pau na minha bunda enquanto mordia meus ombros, foi descendo cada vez mais até chegar no meu cuzinho. Ela disse: Esse cu tá piscando! doido por pica! Então falei: Vai! Eu quero sentir você! Foi ai que ela me deixou mais louco, começou a lamber meu cuzinho, enfiava a língua nele. Eu não podia gemer alto, então mordia o travesseiro.
Comecei a sentir Miuky se posicionando sobre mim, sua mão abria minha bunda, então ela procurou meu cu, e foi metendo devagar seu pau pequeno em mim. Ela metia com força e jeito, comecei a me empinar e ficar de 4. Ela puxava meus cabelos, forçando minha cabeça pra trás, me chamava de putinha. E eu rebolava naquele pau. Ela anunciou que ia gozar, tirei meu cu do pau dela e puxei ela pra cima de mim. Ela ficou sem entender, mas quando viu que eu queria banho de porra, se jogou sobre mim.
Nos esfregamos por uns 20 minutos e gozamos loucamente. Um no outro. Enquanto gozávamos nos esfregávamos mais rápido e mais intensamente. Fomos a exaustão, Miuky caiu em meus braços. Ficamos ali na cama, nos beijando até recuperarmos o folêgo. Fomos tomar banho, enquanto a água que vinha do chuveiro corria meu corpo, Miuky me virou de costa e disse que ia me comer ali até gozar dentro de mim. Olhei pra ela e perguntei o que ela tava esperando pra me comer. Ela meteu sem pena, eu me empinei todo pra ela, ela metia forte e profundo. Minhas pernas tremiam.
Enquanto ela metia, eu batia uma punheta com força, meu pau estava roxo já. Ela anunciou que ia gozar, então abri bem as pernas pra que pudesse meter mais fundo. Quando senti o primeiro jato de porra dentro de mim, gozei junto. Ela gozou muito! Escorria do meu cu. Que sensação maravilhosa. Terminamos de tomar banho, me arrumei e fui pra faculdade.
Perdemos contato e nunca mais nos falamos. Espero um dia encontra-la pra que possamos repetir essa aventura.