Na escola com meu irmão



Click to Download this video!

Estou aqui denovo, eu Ananda, esse conto é comigo e com meu irmão miguel quando eu tinha 14 e ele 16.
Depois do dia no hotel, só nos beijavamos escondidos a noite todos os dias. Mas quando o feriado acabou e as aulas voltaram, comecei a ver ele de manhã no recreio da escola com seus amigos.
Um dia ele deixou um bilhete na minha mochila dizendo para mim encontrar ele atrás do campo de futebol onde tinha um clubinho da segunda série, o recreio era em outro horario, então estava vazio. Trancamos a porta e fechamos a janela, tinha coisas de casinha, tipo caminha, geladeirinha, comidinha e tal. Começamos a nos beijar e ele disse que não aguentava mais ficar sem me ver pelada ao vivo, mesmo eu mandando nudes para ele toda vez que ia no banheiro e ele vendo escondido, nos deitamos no chão pois a cama era muito pequeninha e ele tirou a calça e minha legging, ele começou a meter com força e rápido, cuidando para não gemer muito alto, mas eu acabei tendo um orgasmo e gemi muito muito alto, um dos amigos do miguel viu e pediu para participar, aceitamos, os dois começaram a meter, miguel foi no meu cu, e o amigo na minha buceta, tudo isso em 20 minutos de recreio, na hora da saída eu e meu irmão ligamos para nossos pais falando que iriamos demorar para chegar em casa porque tinha trabalho para fazer e tinha que ser na biblioteca. Fomos correndo achar um motel bem afastado onde ninguém nos conhecia, achamos um que era quase no fim da cidade, mas fomos para lá e transamos bem gostoso, fomos depois para a hidro e nos beijamos, depois de umas 3h no motel voltamos para casa e fingimos que nada aconteceu. Depois que nossos pais foram dormir fui para o quarto do meu irmão e ele tirou minha camisola transparente branca, tirou minha calcinha fio dental e falou que ia me dar um banho de gato. Lambeu meus peitos, minha barriga, na minha buceta ele demorou, e fez eu gozar 4 vezes na boca dele, me virou e lambeu meu cuzinho. Eu estava gemendo, minha mãe acordou e rapidamente eu coloquei a camisola e levantei correndo para a prateleira de livros dele fingindo um espirro. Minha mãe perguntou oq tinha acontecido, e eu falei que foi só um espirro, que tinha ido pegar um livro emprestado e que a prateleira estava muito empoeirada. Esperamos ela voltar a dormir e fomos tomar banho juntos, ele me lavou e eu lavei ele, depois voltei ao meu quarto e fui dormir.
Tenho mais contos assim.