O pai de uma amiga comeu o meu cu virgem



Click to Download this video!

Oi meu nome Leticia tenho 26 anos, quando eu tinha 12 anos já tinha um corpo nem bonito, minha bunda era bem grande e meus seios também, chamava a tensão de vários homens, tinha um namoradinho, mas, só tinamos transado uma vez, ele era bem tímido, e só transamos por que eu insisti.
Eu tinha uma amiga que morava perto de minha casa, também estudávamos juntas, as vezes o pai dela ia nos buscar na escola, ele tinha 50 anos, mas, era um coroa bonito e forte, e sempre via ele olhar as meninas pela janela do carro, ele gostava de olhar meninas com roupas curtas, sempre ia estudar na casa dela e ele ficava me olhando, como se tivesse me comendo com os olhos.
A mãe de minha amiga já era mais velha que ele, tinha 56 anos,era bem gorda. Uma vez que fui estudar lá fui com um micro short com tecido de malha e um top, fui assim pesando em fazer ele olhar bem pra mim. Quando cheguei minha amiga estava no quarto e o pai dela abriu a porta e ficou me olhando e dando um sorrisinho de lado,ele mandou eu entrar e esperar na sala, estudamos a tarde toda, já era noite e ele se ofereceu para me levar em casa,quando chegamos na minha casa tinha um aviso dos meus pais que tinha saído para levar minha irmã no medico.
Ele se ofereceu pra pra ficar comigo, eu aceitei na hora, ficamos conversando na sala, depois de um tempo ele se aproximou de mim e disse que eu era muito linda, e começou a apertar as minha coxas, eu tirei a mão dele, mas ele insistia falando que quando queria comer uma menina como eu, comia e pronto, e que já tinha estuprado a filha do vizinho, eu me levantei fingindo não querer, ele me agarrou por traz, me chamando de vadia, e que eu tinha colocado aquela roupa para provocar ele.
Me puxou pelo cabelo me levando para o quarto, ele foi logo entrando no quarto dos meus pais, e falou ” esse deve ser o quarto dos seus pais, vou comer a filhinha deles na mesma casa que eles dormem ” me jogou na cama e perguntou se eu era virgem, falei que não e ele perguntou se já tinha chupado uma pica e dado o cu, falei que não.Ai ele disse que era tudo que ele queria, comeu um cuzinho novo, virgem, mandou eu chupar o pau dele,tirei aquele pau de dentro do short dele e fui logo colocando na boca, ai ele falou ” sabia que era uma vadia, que estava querendo um o meu pau ” eu chupava e ele segurava a minha cabeça apertando para ele, ele segurava a minha cabeça e controlava quando eu encolhia e tirava, mandava eu cuspir no pau dele e chupar outra vez, ficamos nisso por uns 10 minutos.
Depois ele me jogou com força na cama e me virou de costas, e desse que ira rasgar o meu cuzinho, e mesmo que gritasse de dor, meteria com muito mais força, que o grito de dor, deixava ele mais excitado.Quando ele começou a abrir o meu cu comecei a gemer, pois estava doendo, ai ele disse ” ainda não viu nada minha menina, deixa o meu pau entrar ” e foi logo enfiando o pau dele fazendo entrar com força, eu comecei a pedir para ir devagar, porque estava doendo muito,foi bem pior, ele enfiava com mais força, quando entrou todo e disse ” gostou vadia? aguente agora ” ai foi fazendo movimentos com força, puxando o meu cabelo e apertando os meu seios, quando ele gozou no meu cu, ficou um tempo com o pau dentro, e relaxou em cima de mim, depois levantou e mandou eu chupar o pau, engolir o resto de porra do pau dele, engoli tudo ele não queria nada melado. ficamos um tempo deitados, depois ele foi a cozinha e quando voltou mandou eu procurar na internet video de estupro, ficamos assistindo ai ele mandou eu vestir um vestido e que ele e era pra eu fingir não querer, queria fazer que estava me estuprando, vesti o vestido que ele escolheu e deitei na minha cama como ele mandou, ele entrou no meu quarto e foi me agarrando e eu fingindo não querer, ele me deu um tapa na cara com muita força e rasgou a mina calcinha, depois colocou o pau pra fora e foi metendo com muita força.
Ele me chamava de minha menina gostosa e que sempre quis me estuprar, depois ele foi pra casa dele, e ficamos nos encontrando por anos, na casa dele na minha até na rua.