Aos 10 anos e muito safadinha – deu o cuzinho na própria casa



Click to Download this video!

Depois de muitos dias, após ter feito o cuzinho da Kamila sangrar na chácara em que estávamos, ela adoeceu de uma gripe e foi parar até no hospital, ficando dois dias internada com suspeita de ser dengue, porém, quando ela melhorou, foi minha vez de ficar gripado também, ficando assim impossibilitado de sair com ela mais uma vez, ficando somente em mensagens via zap. Mas a safadinha parece que está no cio, mensagens do tipo: “quero meu cuzinho sangrando de novo” “ deixa um pouco de leite pra tua putinha beber” entre outras, o fato é que todos os dias ela me manda umas 20 mensagens via zap, e eu deleto todas por medo de ser pego por minha esposa, ela manda sempre ao meio dia, que é quando estou sozinho na loja e ela chega do colégio, e sempre tc por uns 30 minutos ou mais.
O fato é que no dia 16/03 ela me mandou uma mensagem, dizendo que seus pais iriam viajar cedo e só voltariam a tarde e que a empregada sempre das 13 até as 15hs tem um curso profissionalizante no senac, e que ela iria ficar sozinha durante estas horas e queria que eu fosse lá, algo arriscado, mas gostei demais da ideia e disse a ela, que quando tivesse ok, ela me mandasse uma mensagem e dai no outro dia, já acordei ansioso e fui trabalhar, quando foi meio dia, a safadinha me disse: oie tio, cheguei do colégio e vou banhar pra ficar cheirosa e gostosa pra você, quando a mizia sair eu te mando a mensagem, eu respondi, tem certeza que vai dar certo? Claro que tenho tio, além do mais, tô com agua na boca de vontade de chupar esse pau lindo e gostoso teu. So enviei uma mensagem dizendo: safadinha, e ela mandou uns emotions de diabinho. Meu horário de almoço é das 13 as 15:30, mal cheguei em casa e o fone, apitou, era ela, dizendo que estava sozinha. Apaguei a mensagem e almocei e disse a minha esposa que precisava voltar pois tinha cliente esperando e assim sai, mal almocei e virei pra trás, no caminho enviei mensagem a ela, dizendo pra deixar o portão destrancado que já estava a caminho, ao chegar, encostei o carro a uns 60 metros da casa dela e fui a pé, e não havia ninguém da vizinhança por perto, so algumas pessoas que trafegavam normalmente por lá, abrir o portao como se morasse lá e quando entrei fechei e vi ela correndo e já me abraçou e tascou uns beijos na boca e pegando na minha calça e dizendo que estava com saudades, e já fomos entrando para sua casa, ela já se abaixou e abriu o zíper de minha calça e eu a puxei e disse, calma safadinha, eu vou tirar a calça, e ela sorriu e disse: então anda logo uai. Tirei a calça e ela começou a chupar, nossa tava muito gostoso, ela a cada dia está perita em mamar um pau, ela costuma colocar a cabecinha na boca e suga o melado dele, depois ela tenta ao máximo engolir ele e deixa ele bem babado, ela faz isso como se fosse uma profissional, sempre que ela faz isso, eu não resisto e forço sua cabeça contra ela, fazendo seus olhos lacrimejarem e ela engasgar, mas a safada ama isso e apenas sorrir e volta a chupar, ela fez isso durante uns 2 a 3 minutos, dai a levantei e dei mais um beijo em sua bokinha e ela me puxou para o quintal e não para seu quarto, eu disse: não pro quintal não. Ela disse: vem, não vai se arrepender, e dai fomos, chegamos na área de serviço, onde tem um tanque de lavar roupas, maquina de lavar e um balcão, a safada se apoiou no balcão e disse: tio me come assim, eu vou aguentar. Dei alguns beijos nela, e beijei seu corpo, e chupei sua bucetinha e ela disse: vai tio, num tô mais aguentando e eu me preparei e a fiz chupar meu pau de novo, e ela deixou-o bem babado então voltou a posição que estava e eu abrir um pouco mais suas pernas e comecei a penetrar, quando a cabeça entrou ela disse: aiiii tio doi muito tio, doi demais, eu tirei e ela reclamou: ahh tio, porque tirou, eu a beijei e falei: calma e vamos tentar de novo, ela empinou para trás e abaixou a cabeça, eu tornei forçar na sua entrada e daí quando passou a cabeça, eu Não aguentei e enfiei logo de uma vez, ela gritou e começou a chorar, eu tapei a sua boca e mandei ela ficar quieta e aguentar, fiquei parado um pouco sem movimentar, e depois comecei a meter devagar e escutar os gemidos dela, ela gemia e se tremia toda, e percebi que ela estava choramingando, porém, o que eu senti ao ver suas lagrimas, foi o tesão aumentar demais, pois, nem percebi, quando aumentei as estocadas e comecei a castiga-la, ela começou a gemer mais alto e a dizer: aiiii tio, ta me rasgando toda, meu Deus, como é bom. Nossa essas palavras me deixaram mais tarado ainda e eu perdi a noção, e puxei seus cabelos e comecei a dizer: toma sua putinha, esse cu teu é delicioso, e a safadinha, travou os dentes e disse: enfia no meu cu tio, vai vai ai ai ai ai, ta doendo muito tio, nossa que dor terrível, cada vez que ela gemia, gritava ou reclamava, eu puxava mais seus cabelos e metia com mais força, até que tirei de seu cu e puxei ela pra baixo e a fiz chupar meu pau e então ela reclamou do gosto, mas não deixou de chupar, e então ela me disse: goza pra mim tio, goza, me dá leitinho, e eu comecei a gozar e o primeiro jato, foi direto em seu olho, e ela correu e colocou a boca e eu gozei o resto em sua boquinha, ela ficou chupando a cabeça de meu pau e olhando pra mim e sorrindo. Dai a levantei e ela falou sorrindo: acho que seu pau tinha um pouco de cocô porque o gosto estava esquisito, eu disse: uai pq não tirou da boca. Ela> não consegui resisti. Rss
Olhei para meu celular e já era 15:20 eu estava atrasado para voltar ao trabalho, levantei minha calça e disse a ela que não via a hora de vê-la de novo, a safadinha pelada estava pelada ficou e eu sai e tranquei o portão, e graças a Deus ninguém me viu chegar e nem saí, eu acho que não. Só sei que a cada dia a Camila me deixa maluco da vida. Está cada dia mais arriscado, porém, parece ficar mais delicioso, mas tô pensando seriamente em cair fora, pois ela já está contando para algumas coleguinhas sua de aula, e isso não é bom.