Padrasto Realizado



Click to Download this video!

Meu nome é Armando,moro em Maricá,casado pela segunda vez, essa segunda mulher de nome Beatriz,quando fui morar com ela, já tinha um casal de filhos, a menina com 5 anos e o menino 7 anos, no inicio é sempre difícil, nunca me importei que me chamassem de pai,pois não era mesmo e já tinha o meu do primeiro casamento,mas sempre cuidei com carinho e amizades. Eu e mãe deles sempre nos damos bem, a relação dela com o ex marido e os filhos,não me envolvia e nem ela com a minha ex esposa e meu filho. Mas os problemas em casa sempre existiram com as crianças,teimosia,desobediências,aquela fase de crescimento de achar que pode tudo. Foram crescendo e foi ficando mais calmos,estudiosos,sempre presentes. Ficaram mais unidos. Mas… Tinha uma coisa que sempre comentei com a Beatriz,era em relação de um quarto para o menino,pois os dois dormiam no mesmo quarto a questionava pois cada um precisava de um espaço sozinho,mas ela sempre dizendo que não. De um tempo para cá, percebia um comportamento estranho dos dois, já estavam na fase do conhecimento dos adolescentes em relação ao sexo. Falava sempre para Beatriz conversar com eles sobre isso, dizia que conversava, mas tinha minhas desconfianças. Eles estudavam de manhã, ficando somente os dois em casa. Percebia que existia algo,eles sempre disfarçando,não comentava com minha mulher, eles sempre juntos,ficavam sempre no quarto,tentei pensar que eram irmãos unidos,pois deveria estar pensando errado,mas os fatos insistiam em pensar em algo mais. Resolvi comprar mini-camera e instalar em locais estratégicos dentro de casa. Certo dia deixamos eles na escola, Beatriz foi para o trabalho em lado oposto ao meu e retornei para casa. Instalei uma mini câmera no quarto deles e uma na sala e voltei para o meu trabalho. Noite todos em casa,conversamos um pouco,eles foram para o quarto, Beatriz foi colocar uma roupas na maquina e fui ver os resultados da câmera e … Bingo! Os dois estavam transando, ela deitada na cama de pernas abertas na cama e ele ajoelhado ao lado da cama, chupando a bocetinha dela,depois ele a coloca de quatro e ela arregaça a bunda e ele vai enfiando em seu cuzinho,depois param,ele sai,logo depois retornando e ela começa a chupar seu pau,até gozar. Fiquei abismado,minhas desconfianças estava certas,pensei no que fazer,contar para a esposa, conversar com eles,fiquei na sinuca de bico,resolvi esperar mais um pouco. E sempre os observando, ficavam pelados em casa na nossa ausência, as vezes ela na janela e ele por trás,ou ele na janela e ela ajoelhada chupando seu pau,era no quarto ou na sala,as vezes entravam no meu quarto e demoram,pois ali não tinha câmera e não podia ver o que acontecia,resolvi instalar uma em meu quarto. E de fato eles também transavam em nosso quarto e em nossa cama. E isso começou a despertar um desejo não conhecido em mim,pela menina,ela estava bem desenvolvida pela sua idade,seu corpo era desejado por vários homens quando saímos,percebia isso. E continuava os observando, só que em um dia, vi algo que me deixou de queixo caído. Beatriz chegou mais cedo,eles já estavam em casa,a menina de calcinha e sutiã o menino de cueca Box e Beatriz tirou a roupa ficando apenas de um short amarelo, sem calcinha,que modela seu corpo todo,sua boceta fica marcada e top, ficaram na maior naturalidade,a vontade, certa hora a menina saiu para tomar banho o menino no quarto, minha mulher entra,conversam alguma coisa e logo depois ela vai para janela e o garoto fica atrás dela,abraçado a cintura dela, percebo alguns movimentos deles,ela levando a mão para trás,ele segurando em sua cintura, depois ela se vira se ajoelha e começa a mamar no pau no garoto,fiquei estupefato, que safada, (e olhem que nossa relação sexual é ativa, sempre estamos fazendo sem cobranças, nos entregamos total). Depois ela se ajeita,senta na cama,ele fica na janela e a menina entra enrolada na toalha fala alguma coisa,pega roupas em sua gaveta e tira a toalha ficando peladinha na frente dos dois,pensei, ela deve saber que os dois transam, depois o garoto sai e vai para o banho e as duas saem e vão para cozinha,reparei no horário e estava perto de eu chegar e todos ficam de roupa normais,quando chego agem como nada tivesse acontecido. E continuava a observá-los e era quase todo dia dos meninos transarem. Em outra ocasião,novamente vi os três,Beatriz de calcinha,top,a menina também de calcinha, com os peitinhos de fora e o garto de cueca. Certo momento,eles vão para o nosso quarto,o menino no meio na nossa cama,Beatriz de um e a menina no outro lado,se cobrem com um lençol e ficam vendo tv, passado um tempo,ele tira o lençol e as duas segurando seu pau, a menina cai de boca em sua pica e a mãe de lado,alisando seus cabelos,a menina se levanta e é vê de beatriz chupar também, que chupa bastante,enquanto os dois ficam se beijando,a mãe sai e a menina senta em sua pica e começa a cavalgar devagar,a mãe alisando seus peitinhos e a menina começa a cavalgar mais forte, depois para e fica de quatro e arregaçando a bunda e o menino enfia e soca bastante,Beatriz de lado,olhando o garoto meter e gozar na bundinha da irmã. Em nenhum momento eu vi o garoto ou a menina transar com a mãe, somente boquete que ela fazia nele. Depois disso tudo, eu desejava mais a menina, tinha receios,medo,pensava em chantageá-los, mas desistia. Passei a procurar um jeito. Passados um tempo, Não vi mais a relação dos três juntos,mas os dois sempre na ativa. Íamos sempre a casa dos pais dela, almoço aos domingos,feriados, os avós sempre paparicando eles.O xodó do avô era a menina. Certa vez a tarde ele aparece na minha casa a tarde, e os dois o recebem,foi levar alguma coisa para nós,enquanto o garoto vai tomar banho,ele e a menina vão para sala e ele a coloca no colo e a abraça, fica beijando seu pescoço,depois a levanta e ela de costa para ele,ele alisa suas pernas e vai subindo a saia e segura sua bunda,sobe as mãos e vai levantando sua blusa e segura seus peitinhos,depois a vira de frente e alisa sua bocetinha e sobe e chupa seus peitinhos, logo depois eles se ajeitam,ficando distante um do outro e o menino sai do banheiro e vai para o quarto e o avô pega um dinheiro e dá para a menina. Pensei,que safadinha,putinha,até o avô tirando uma casquinha,
Passei a ficar mais chegado na menina,quando tinha oportunidade de ficar sozinha com ela,sem fazer nada, passei a dar dinheiro para ela e para não falar nada para ninguém e para ser nosso segredo, comecei aos poucos pedindo para ela sentar no meu colo,sem ninguém perto e depois dava uns trocados, e ela sempre na dela, uma vez pedi para colocar uma sainha,ela colocou e sentou no meu colo,levantei a sainha e ela de calcinha no meu pau, e ela sem contar para ninguém. Certa vez fomos a praia, certo horao uma prima liga e di que queria ficar com gente,mas teria que ir busca-la, Beatriz pediu para ir busca-la, a menina logo pediu para ir junto, no caminho ela me pede para um dia ensina-la a dirigir,disse que sim, ela então falou,pode ser agora? Falei aqui na estrada é perigoso,mandou eu ir por outro caminho, peguei outro caminho,eu estava de sunga e ela de biquíni,falei que ela teria que sentar no meu colo,que iria ensinar melhor,ela veio e não teve jeito,meu cacete endureceu,ela se ajeitou em cima e fui segurando sua cintura,cada vez que passava no buraco eu a estocava mais,passei a segura suas pernas e ela deixando,segurei em sua barriga e o carro andando devagar,cheguei ao ponto de segurar embaixo do seu peitinho e as vezes a levantava e puxa para baixo,como estivesse cavalgando,ela nada falava,fiquei mais ousado e desci para sua bucetinha e coloquei minha mão em cima e perguntei ta gostando de dirigir? Hum,hum,,fui ficando ousado,sem medo,pedi para ela levantar um pouco,tirei minha caceta,puxei seu biquine de lado e dedilhei sua bucetinha,ela gemeu baixinho e comecei a esfregar minha piroca em sua bucetinha e depois a levantei um pouco e fui enfiando,quando a cabeça foi entrando,ela deu um sussuro, e fui devagar enfiando,entrou a metade e desamarrei a parte superior do biquine e segurei em seus peitinhos e ela começou a se mexer no meu pau,eu estava em êxtase, beijava, suas costas,pescoço,resolvi para o carro,empurrei o banco para trás e mandei era se virar, ficando de frente para mim,mamei seus lindos peitinho,ela gemia,me abraçava, e cavalgava,rebolava,falei em seu ouvido,deixa comer seu cusinho? Ela gemia, dizia hoje não,tem que ser devagar,o seu é grande,maior que do,quase falou o nome do irmão,falei quem,ela disse meu namorado, falei que não conhecia,disse que era escondido,ai falei pensei que você iria falar que era do seu irmão, e deve ser mesmo,pois você é maior que ele,e perguntei,você já viu o cacete do seu irmão? Ela ficou quieta,soquei forte e falava no seu ouvido, já viu né!, e gostou! Socava e ela gemia,socava forte e falei sua safadinha,putinha,já deu esse cuzinho pro irmão.ela gemia, mamava seus peitinhos e dizia,deu ou não deu? Pode falar vai ser nosso segredo! Socava e colocava um dedo no cuzinho, ela pulava na caceta,socava mais o dedo e dizia, você vai ter que dividir esse cusinho comigo e com ele ta bom? E ela hum,hum,então você já deu cuzinho para ele? Ela quase gozando,disse já dei tudo para ele,cuzinho,cabaço,, aaai,uuui,vou gozar,dizia para ela,safadinha,putinha,vou querer mais essa bucetinha,mas não pode falar para ninguém, e ela,hum,hum,aaai, que bom, aaaaai,aaaai e me abraço,ficando toda mole,se jogou para o banco ao lado e disse vamos pegar minha prima.Fomos embora. Quando trouxemos a menina viemos conversando no carro, ela dizia que queria aprender a dirigir e o pai o estar a ensinando, ele a coloca no colo e a leva em uma estrada deserta, e fica um tempão ensinando. Minha menina,também falou que queria aprender também, e a prima pediu,tio posso dirigir um pouquinho para mostrar como já sei dirigir,olhei para minha menina e ela balançou a cabeça deixando, a menina sentou em meu colo, e não teve jeito, a piroca subiu, pasava no buraco e ela subia e descia e pediu,tio segura na minha cintura ou pernas para quando passar no buraco, meu pai prefere segurar no meus peitos,disse que qualquer coisa me puxa de encontro ao seu peito,olhei para minha menina e ela sorriu,segurei na cintura da menina,dei duas estocada e ela ficou quieta, Falei para ela,por hoje ta bom,vamos marcar para outro dia,eu levo as duas para ensinar a dirigir,tudo bem?
E elas, tudo bem,tio, podemos vir de mini saia? Falei,claro,fica bem melhor,aprender assim. Depois contarei a seqüência.