Vi minha mãe ser comida



Click to Download this video!

essa história é verídica. Demorei um pouco para contá-la a alguém. Hoje tenho 25, mas na época que aconteceu estava com 10. Vamos ao fato. Um primo da minha mãe chegou de Belo Horizonte-MG, passando férias no litoral nordestino. Sabendo que minha mãe morava na cidade que ele estava a turismo resolveu ligar para ela. Ela ela atendeu na frente do meu pai e ficaram conversando por horas na frente dele. Dava para ouvir a conversa que era mais ou menos assim:
-vamos me mostrar a cidade, saudades de você
minha mãe respondia:
-não posso, primo, sou casada e tenho filhos
ele insistiu: Mas é só para conversar. Há anos não a vejo. Pode chamar seu marido e seus filhos para passear conosco.
ela então aceitou
Foram a pontos turísticos e etc. Mas o Que marcou mais foi quando fomos à praia. Ele sempre elogiando, falando como estava linda. E realmente era. Minha mãe morena, 30 anos, pele bronzeada, pelos loirinhos descoloridos na praia, pernas grossas. Ele primo, malandramente, tratou de fazer logo amizade com meu pai. Os três foram tomando várias cervejas e conversa vai e conversa vem. Até quem minha mãe, olhando para o sol bonito que fazia, indagou a meu pai:
-Amor, se importa se eu ficar só de biquíni para aproveitar o sol?
ele descontraído pelo álcool e a conversa imediatamente deixou.
ela foi tirando devagar o shortinho e os olhos do primo dela secando. Minha mãe só de fio dental, estendeu a canga e ficou com o bumbum e as pernas virado para o primo. Meu pai para não fazer cena de ciúme não falou nada, mas olho sério para ela que entendeu o recado.
Perguntando novamente:
-tem problema, amor, ficar assim? é porque o sol está para esse lado
ele respondeu:
– claro que não.
não satisfeita, minha mãe abre um pouco as pernas e fala:
– e Assim? tem problema? eh porque tenho que bronzear a parte interna das pernas também para depois você não falar que estou feia, com duas cores.
-tá, certo! você é linda. fique à vontade
ela entende o recado e abusa um pouco, sabendo que meu pai já estava alegre com a bebida.
Levanta-se vai a té o ouvido dele e pergunta:
-Amor, deixa meu primo passar o bronzeador dessa vez
Sabendo que o primo nunca mais a veria ele deixou.
O primo safado não se fez de rogado. Não conseguia mais tirar o olho das pernas e do volume da xereca dividida de mamãe. Passa o bronzeador entre as pernas no bumbum todo, deixando escorregar sempre um dedo por dentro do biquíni.
Minha mãe sorri e deixa tudo. Meu pai achou que só iria ficar nisso já que fomos embora e primo foi para o hotel, dizendo que iria voltar para minas no mesmo dia.
No outro dia era uma segunda, meu pai foi trabalhar, mas como eu ainda estava em férias, disse que ia jogar videogame na casa de uma amigo. Sempre demoro jogando videogame, geralmente só voltava anoite. mas nesse dia o brinquedo quebrou, voltei antes para casa, ouvi uma conversa na cozinha. minha mãe estava falando com o primo na cozinha sem calcinha só de blusa de dormir transparente. ele dizia: vou ter comer toda, vira, aquele seu marido eh um corno. Minha mãe: vai come logo, não estava aguentando.
ela segurou o pau, começou a chupar, ele batendo na cara e tudo mais. gemeu, gemeu, até que perceberam que eu estava espiando pela fresta, mas não pararam. ela olhou para mim fez um gesto de silencio e falou para eu ir para o quarto. ela gemeu mais um pouco, gozaram e ele foi embora.