A humilde e o andarilho II



Click to Download this video!

Ola boa tarde, como combinado, aqui estou eu de novo, mim chamo Juliana, tenho 26 anos e na ocasião dos fatos eu tinha 14, quase 15 anos, continuando o conto anterior, o andarilho pediu para eu raspar a buceta e encontra-lo novamente na segunda, falou ke eu teria 02 dias para descansar o cuzinho e ke ele só mim deixaria em paz, quando eu conseguisse aguentar o pau dele todinho no cu. sábado acordei cedinho, minha bunda tava toda dolorida, era dia de dar faxina em casa, eu arrumei a casa rapidamente, não parava de pensar no que havia acontecido, morria de medo de meus pais saberem que eu estava matando aula, e também morria de medo de rever o andarilho, não sabia o que fazer. terminei de arrumar a casa e fui tomar banho, enquanto tomava banho passei a mão no meu bumbum, tava um pouco inchado e dolorido, peguei a tesoura cortei os cabelos da buceta que estavam grandes e depois peguei o prestobarba do meu pai e rapei ela todinha, quando sai do banheiro minha mãe já estava em casa, ela disse que veio mais cedo por que tínhamos uma festinha de aniversario para irmos, era aniversario de uma prima distante dela, e como quase não íamos a lugar nenhum ela quiz ir, eu queria dormir cedo, pensar em como eu sairia daquela enrascada, a noite meu pai chegou já estávamos prontas esperando ele, ele tomou banhou rapidinho e saímos. quando chegamos na festa já tinha muita gente, parentes que eu nem conhecia, muita gente mesmo, só que eu não lembrava de ninguém, tava dos mais chato, eu tava num sono, de repente escuto uma voz conhecida, quando olho pra trás, fiquei apavorada era um rapazinho que era colega meu de sala, tinha uns 17 anos, ele mim viu e veio correndo na minha direção, meu pai tava conversando com uns colegas, mais minha mãe tava próxima de mim, ele disse: “Juliana quanto tempo….” falei oi Marcos como vc estar? peguei ele pelo braço e fomos pra área do fundo, ele arregalou os olhos, perguntou o que foi, em qual colégio estar estudando, vc sumiu, todo mundo pergunta por vc, falei pra ele “Pelo amor de Deus não fala isso aqui” ele não entendia nada, só olhava assustado, eu disse faço qualquer coisa que vc quiser mas não toca em assunto de colégio aqui tabom, ele perguntava de que eu tava falando, vi minha mãe passando tipo que estava mim procurando, eu tava ate tremendo, tinha um galpão no fundo da casa onde eles guardava um amontoado de coisas velhas, puxei marcos para lá, la chegando deu um beijo na boca dele, ajoelhei no chão, abri o ziper da calça dele, tirei o pau dele pra fora e comecei a chupar, ele ficou quieto passando a mão em minha cabeça, rapidamente sua rola foi endurecendo na minha boca, ate ficar dura por completo, era grande, mas nao era tao grossa como a do andarilho, eu que nunca tinha visto rola, em 02 dias já conhecia duas, eu sugava a cabeça da sua rola bem forte, ele fazia movimento de vai e vem na minha boca, não demorou muito senti o jato de porra invadir minha garganta, engoli tudinho, com medo de escorrer na minha roupa e minha mae perceber, coloquei a rola dele pra dentro da calça, e falei ” Por favor não conta nada pra ninguem sobre eu nao estar indo a aula que faço isso ke fiz quantas vezes vc quiser Marcos, ele falou calma gta, tudo bem, ja entendi, vc ta matando aula nê? vem vamos vamos voltar pra festa, daqui a pouco quero voltar aqui de novo viu, eu disse ok. ele voltou pra festa eu fiquei um pouco e depois fui também, meu pai tava jogando truco e minha mae estava com sua prima lavando uns talheres, eu disse que estava no banheiro fazendo coco. minutos depois avistei novamente o Marcos,ele fez um gesto com a mão, indicando que estava indo de novo, eu pensei meu Deus do ceu, como farei, agora são dois que sabe da historia, cheguei la ele ja tava de pau duro com a calça abaixada, puxei ele pra um lugar um pouco mais escuros e comecei chupar sua rola novamente, seu pau estava maior e mais grosso desta vez, ele tava com muito tesão, eu chupava e ele ficava pegando no meu bumbum, tentando alcançar minha buceta, abriu o botão do meu short sem eu nem perceber, quando dei por mim, meu short ja estava no chao, fiquei so de calcinha, ele alisava meu bumbum e forcava sua rola pra dentro da minha boca, eu tava doida pra ele gozar logo e voltarmos pra festa, ele alisava minha buceta e meu bumbum alternadamente, de repente ele tentou enfiar o dedo no meu cu, sentir uma dor insuportavel, pois ainda estava muito dolorido da surra de rola que eu tinha levado do andarilho, eu gritei, ele disse que foi? ta doida, quer que alguem veja a gente, eu falei ke doeu demais demais. ele falou que keria mim comer ali naquela hora, eu falei ke nao, que em outro dia lhe daria, ele tava com bafo de bebida e disse com voz mas alta, KERO AGORA, pensei e agora, ele vai rasgar o restinho de cu que sobrou, pedi pra ele por devagar, ele mim colocou de 4, eu fechei os olhos e ele pegou na minha cintura e forcou seu pau no meu cu, eu dei um pulo de dor, era impossivel da meu cu naquela hora, tava doendo demais, ele desistiu do cu e comecou alisar minha buceta, eu disse que era virgem de cu e de buceta, que so havia chupado, ele não quiz nem saber, comecou a passar sua rola na minha buceta, guspia na cabeça do pau e ficava passando na entrada da minha buceta, forcando aos poucos, de repente ele guardou a rola, na cueca, vestiu a calça e pediu pra mim aguarda ele la, saiu rapido e voltou rapido com duas latas de cerveja na mao, abriu uma bebeu de uma virada so, abaixou de novo a calça e mandou eu chupar de novo, o pau tava meio mole mas endureceu rapidinho, ele virou a outra lata, jogou fora, mim levantou, beijou minha boca e mim colocou de 4 de novo, estava bebado, eu tremi de medo dele enfiar no meu cu, eu tinha de fazer ele gozar logo. ele comecou a passar na entrada da minha buceta de novo e forcava a entrada, de repente ele deu uma forcadona, entrou quase tudo, eu gritei e empurrei ele para tras, ele deu um tapa nas minhas costas e falou fica quieta cadela, vadia, quer que eu conte tudo pros seus pais,puta safada, fikei apavorada, disse nao, nao conta por favor marcos, ele falou entao cala e aguenta. mim puxou de novo pela cintura e enfiou de novo, desta vez entrou tudo, senti suas bolas tocando a parede da minha buceta, escorria sangue em minhas pernas, ele bombava violentamente, eu custava ficar queta de 4, minhas maos machucaram no cascalho do chao. senti o jato quente de porra no fundo da buceta, pensei gracas a Deus, ele tirou o pau de dentro de mim, tirou minha calçinha colocou no bolso e mandou eu vestir o short, ele disse que depois devolveria, na proxima vez, eu balançei a cabeça consentindo. ele saiu, voltou pra festa, fui no banheiro limpei com papel higienico e voltei tambem, minha mae ainda estava com sua prima, comi um pedaço de bolo e deitei no sofa da sala. acordei de madrugada com minha mae mim chamando pra ir embora. no Domingo acordei tarde, tomei um banho demorado, lavei meu short que estava sujo. buceta tava ardida, eu tava preocupada demais, o que seria de mim, com o Marcos e o andarilho, apos o almoço Marcos mim ligou pedindo desculpas, disse que bebeu demais, que eu podia ter certeza que ninguem saberia por ele, eu falei ke tava tudo bem, pra ele nao falar nada e tava tudo certo. na segunda feira, por volta das 11horas, fui da uma força para minha mae no atendimento do restaurante, quando entrei avistei o Andarilho, senti um frio na espinha, ele estava almoçando, passei tremendo perto dele, ele pediu um refrigerante, fui levar tremendo, ele afastou um pouco a cadeira quando cheguei de forma que eu visse o volume da sua rola dura so dele mim ver. olhei e sai. por volta de 12:30 eu ja estava pronta para ir pra aula, morria de medo de rever o andarilho, mas o medo de meus pais ficarem sabendo era ainda maior. cheguei no esconderijo o andarilho ja estava la, so de cueca alisando o pau, perguntou como estava meu cuzinho, eu disse ke nem havia conseguido fazer coco, ke doia muito, ke iria so chupar a rola dele ate ele gozar e pronto, ele falou calma gta, vem ca, mim abraçou e mim beijou calmamente, levantou minha saia e tocou minha buceta, eu senti um arrepio de medo, vc rapou disse ele, isso e bom, gosto de meninas obedientes, puxou minha calçinha de uma vez, mim deixando pelada, pegou minha mao e colocou em seu pau, era enorme, muito grande, depois que vi o do Marcos o dele parecia ainda maior, o problema que era muito grosso, por isso fez aquele estrago no meu cu. eu comecei a chupalo, ja tava crake em chupar uma rola, fikei chupando uns 20 minutos enquanto ele alisava minha buceta e meu cuzinho dolorido, ele disse vem ca um pouco, deita aki, e comecou a lamber minha bucetinha bem devagar, chupando tambem meu cuzinho, sentir uma sensação estranha, tava ate bom, por que enquanto ele tava ali intestido nao pensava em mim comer. so que seu pau tava durissimo, igual ferro, ele enfiava a lingua toda na minha buceta, confesso ke gostei o cara era bom. eu chupava seu pau tambem sem parar, pra ver se ele gozava logo, ai ele veio por cima de mim chupando meus peitos, chupava bem forte, quase arrangava, doia, ele subiu mais para mim beijar e sentir sua rola encostando na entrada da minha buceta, a cabeca de sua rola era muito grande, eu fikei kieta, ele foi forcando forcando, eu cravei as unhas nas costas dele ele fez um movimento e sentir a cabeça entrando por completo, ele ficou quieto por um instante e depois comecou fazer movimentos de vai e vem, em pouco tempo senti suas bolas batendo na minha bunda, sua rola tinha entrado tudo na minha buceta, doia um pouco, no cu foi bem pior, ele bombava e fungava, eu sentia minha buceta abraçar seu pau por completo, parecia que ele estava aberta ao maximo, nao demorou muito ele gozou, gozou muito. mim beijou e satisfeito disse que foi a melhor buceta que ele ja comeu, gostei do elogiu mas nao falei nada. mim deu uma pilula do dia seguinte pra tomar, eu bebi na frente dele, foi ate bom, por que eu nao tinha tomado nada do Marcos, ia servir pra goizada dele tambem. o andarilho disse que tinha um compromisso e que nos veriamos em breve, eu disse tudo bem, por favor nao comenta com ninguem, ele disse ok. e falou ke era pra mim continuar indo todos os dias no esconderijo. bom, espero ke tenham gostado, Marcos mim ligou no mesmo dia, querendo mim comer de novo, no proximo conto eu falo como o Andarilho conseguiu atolar sua rola todinha no meu cuzinho, falo do dia que Marcos mim comeu no banheiro de casa e tambem de uns professores que marcos arrumou para mim comer em troca de da um jeito de mim passar de ano, como se eu tivesse estudado o ano todo. obrigado meu leitores roludos, to doida pra chupar vcs. bjo bem gostoso em cada rola.

Att.
Humilde anonima.