irmãs evangelicas, mar praia e curtição



Click to Download this video!

hoje vó sair do convencional pois vó contar a vcs a primeira vês da lu e eu em um ambiente que não fora nosso quarto um ambiente não seguro que alimento mais ainda minha tara.
( esperem que gostem )

bom começando nossa família não é muito convencional temos 4 avôs.
.vovô Antonio . sendo eles o pai da minha mãe um homem serio de poucas palavras, quem vemos só uma o duas vez por ano .
.vovô marco. . sendo ele pai do nosso pai um homem misterioso qual só vemos um vez só, ele abandono nossa vó quando papai era menino e só volto a nossa vida ano passado e nunca mais vimos .
.vovô Paulo padrasto do papai quem papai odeia nunca se deram bem mais ele ate que é legal com a gente .

( agora vó falar do vovô Diego )
o avô que qualquer neto quer ele na verdade não é nada nosso mais foi o pai que o papai escolheu, vovô e um homem digamos de 50 anos branquelo alto, gordo e feio, mais é o cara mais legal do mundo .e tem uma filha de 25 anos a tia Sofia e é viúvo faz 4 anos não me lembro bem da vovó .
o vovô Diego sim é o mesmo nome do meu irmão papai homenageio ele por que foi muito importante na sua vida quando era adolescente ou melhor aborrecente .
papai ando por mau caminhos que levo ele a Febem onde conheceu o vovô que fazia obra social lá .
não pense que vovô Diego é do tipo religioso, na verdade ele cansa de dizer que não tem religião e que nem para ateu ele presta por que na hora do perigo ele pensa em Deus .
na verdade ele não gosta e de aglomeração diz que onde tem gente demais só da merda ( desculpe o palavreado pois o vovô e assim ).
ele participava de uma Ongue quando conheceu papai arrumo advogado e como papai morava na rua levo ele para sua casa onde deu estudo e pois ele em um caminho bom e meu pai só saiu da casa dele quando caso com a mamãe que já tava gravida da lu .
deram para perceber que meu pai adoto Vovô Diego como PAI
bom agora vcs já conhece um pouco o VOVÔ DIEGO voltamos para EU ? kkk
depois que a vovó morreu ele paro de trabalhar era Médico Anestesista e quando fico viúvo não se sentiu mais em condições de exercer a profissão e basicamente todo fim de semana temos coisa para fazer ele adora fazer churrasco na laje em media passamos com ele 2 fim de semana por mês tem semana que a gente passa fazendo paste,l hamburguês e sorvete .
papai diz que ele esta nos estragando mais o VOVÔ diz que papel de avô e estragar ele que conserte afinal o pai é ele .
muitas vez o vovô leva a gente para a praia alugando casa mais nesta semana em especial depois que eu e a lu começamos a transar .
ele convido a gente para ir a uma cachoeira e fazer um acampamento no meio da mata, como o Diego era muito novo não foi .
descemos a serra estava eu a lu e a tia Sofia no banco de traz e na frente o namorado da tia dirigindo e o vovô .
mais sempre o vovô comprava coisas para gente e na cidade de Peruíbe em um shop ele pergunto se queríamos algo a lu falo que queria um lanche ela é muito gulosa e quando pergunto para mim eu pedi para ele comprar um biquine novo queria que ele me comprasse algo mais diferente o que eu usava o papai e a mamãe comprarão era de criancinha queria algo melhor .
ele paro e disse tá bom entramos em uma loja a vendedora só vinha com peças de criança eu falei que queria um igual da tia Sofia que era minúsculo e a parte de traz quase sumia na bunda dela, a tia falo que não tinha assim pra criança e escolheu um que pelo menos não parecia um coador de papel ele era um v na frente e na minha bunda deixava ela mais gostosinha parecendo que aumentava ela e a parte de cima era uma cordinha que só tampava os botões do seios deixando a lateral a amostra quando vovô viu falo pra tia .
__quer que o P……… não deixa mais elas saírem com a gente . A tia
__para pai o senhor sabe que o P……..é muito careta e as meninas tem um corpo bonito e a dri ta linda não tá, perguntando pro namorado que balanço a cabeça concordando .
já a lu não escolheu um não muito chamativo e vovô disse dri tem certeza que não quer um igual a da lu eu mais que depressa disse não .
eu cheguei na cachoeira chamada de paraíso, realmente era linda tinha 4 nível e um outro que tava proibido subir como eu e a lu nadávamos bem ficamos na penúltima que tinha uma cascata que vinha de uma pedra e uma bacia grande de uns 2 metros de fundura vovô mesmo alto não tocava o fundo .
eu tava me sentindo toda toda com aquele biquini pena que neste dia não tinha muita gente para eu me exibir além de nos tinha quadro pessoas ficamos ali ate as 15 horas e descemos para Praia de Caramborê que fica escondida em meio da mata e montamos a barracas foi duas uma barraca ficaram a tia e o namorado e na outra eu a lu e o vovô, depois da barracas armadas fomos nadar na praia quase deserta no meio da mata o vovô não saia de perto de nos enquanto a tia ficava só de amassos com o namorado eu tava doidinha para dar um amasso na lu que parecia nem ligar para mim, eu não esquentava eu sabia que ela é fria mesmo sempre só eu que tenho que esquentar ela .
depois que a noite caiu o vovô deixo nos na barraca e foi beber um pouco foi quando eu peguei a lu e já fui enfiando a mão naquele corpo ela tava só com a parte de baixo do biquini e com uma camiseta por cima e pondo a mão dentro do biquini na parte de traz cheguei com o dedo no buraquinho e com o dedo fiquei rodeando as preguinhas do seu cuzinho onde ela só falava olha o vô pode voltar para .
sabe né é aquele para para mais em vez de tirar minha mão ela puxa mais pra dentro que pra fora, e aquele querendo não querendo coisa de fresquinha mesmo .
eu já tava adorando a adrenalina do perigo parecia mais gostoso que em casa parecia a primeira vez de novo era algo surreal era maravilhoso .
dei mais uma olhadinha fora da barraca e vendo que tava limpo voltei só que agora cai de boca naquela xoxota estava salgadinha e não me contive e encanto eu chupava eu atolei o dedo no cuzinho da lu que ao entrar ela gemeu toda e encheu minha boca de seu mel, foi rápido de mais ela nunca chegava tão rápido eu engoli aquele melzinho salgado e mexia o dedo fazendo um circulo so que agora era dentro dela sentia a parede do seu cuzinho no meu dedo .
ela já não tava mais preocupada com o vovô só gemia ao ponto que a tia ouviu e veio perguntar que tava acontecendo, quando vi o vulto dela abaixei a camisa da lu a parte de baixo do biquini sentei em cima quando ela abriu a barraca estávamos como santa só que transpiramos muito a tia disse tá muito calor melhor vcs tomarem outro banho e volto para sua barraca .
então fomos pro chuveiro onde tentei pegar a lu de novo só que a quadrada não quis .
voltamos para barraca depois de una hora o vovô volta mais tava visivelmente embriagado caiu no coxão de ar era de casal e ele ia dormir com a gente não demoro muito começo a roncar .
a lu tmb dormiu e eu ali no meio dos dois sem sono queria namorar mais então peguei e dei uns chutes no vovô para ver se ele acordava
mais tava dormindo como uma pedra .
eu então voltei minha atenção para lu onde com jeitinho abaixei sua calcinha ela tinha posto uma depois da nossa brincadeira e quando abaixo que deu para eu ver sua bundinha passei cuspe no dedo e comecei a empurrar no seu cuzinho onde ela acordo e desesperada mandava eu parar o vô ia acordar .mais parece que só possuída por um demônio e o vovô dormindo ali deixa mais emocionante a brincadeira a lu tento sair mais quando o dedo entro parece que ela tomo uma anestesia e fico calma onde com jeitinho abrindo suas nádegas e vendo meu dedinho atolado no seu cuzinho não me contive e comecei a tentar enfiar outro dedo da minha direita junto com a da esquerda e pra minha surpresa entro e eu comecei a brincar abrindo uma pra cada lado e via seu buraquinho e um vazio mostrado em uma noite enluarada, mesmo escuro dava para ver bem seu cuzinho piscando no meu dedo ela chego por o travesseiro na boca para abafar seus gemidos .
depois de alguns minutos nesta brincadeira legal o vovô se mexeu e paramos quando tirei o dedo do cuzinho dela tava cheirando cocô, mais tava tão tesuda que nem liguei e dormi assim mesmo no dia seguinte que era domingo ficamos normal brincando na praia .
e a tardezinha voltamos para sp .
COM uma experiência nova mesmo que eu praticamente neste fim de semana fui o menino não me importei afinal AMOR é AMOR não importa como se pratica .

e sem contar que o perigo é um combustível ao amor, acho que só louca MAIS quem não È