A ninfetinha da Gabriela



Click to Download this video!

Minha história se passa no colégio, estava eu no auge da minha adolescência, pois bem então eu saía de casa de manhã sempre ía com uma bicicleta amarela, quase todas as vezes passava em frente há casa de uma menina, que me chamava atenção, Gabriela era o nome dela, ela não percebia mas eu olhava pra ela diferente, e sentia muita atração por ela, nós estudavamos na mesma escola e na mesma classe, sempre quis chegar nela mas nunca tive coragem.
Um dia a professora falou que ía sortear os alunos que iriam fazer o trabalho juntos “em dupla no caso” e adivinha quem acabou sendo sorteada para fazer o trabalho comigo “Gabriela” nossa nem acreditei era muita sorte, ela era linda, pele morena, magrinha, labios carnudos, cabelos castanhos escuros, peitos durinhos e uma cinturinha fina uma verdadeira ninfenta! E eu era magro, um pouco forte, pele clara, cabelos escuros, então fui falar com ela e marquei na minha casa a tarde, ela concordou …Fui pra casa tirei a roupa, tomei um banho já estava excitado só de pensar que ela iria está sozinha comigo.
Ouvi a campainha tocar, só poderia ser ela meu coração acelerou naquele instante fui rapidamente abrir a porta, então ficamos falando umas ideias pro trabalho, passou um tempo e conseguimos terminar o trabalho, continuamos alí só que falando sobre a vida um do outro …Ela me contou que achava que eu era chato e calado e não sabia que eu era tão divertido ..rimos muito, conversa vai conversa vem, minha mão acabou tocando a dela de propósito (Óbvio) rs ..ela não tirou senti um aperto no coração, fiquei nervoso naquele momento, queria tocar nela, sentir o seu perfume, ela me hipnotizada com aquele olhar penetrante e vulgar, então ela resolveu quebrar o silêncio e perguntou se eu tinha namorada ..falei que não, então ela me disse que nunca tinha ficado a sós com um garoto que estava nervosa …Tbm estava mas não podia demostrar, derrepente abraçei ela cariosamente, e ela aceitou o abraço e sorriu, nossa estava mexendo com meu coração, olhando no olhos dela, estava na minha frente, minha boca trêmula, não sabia o que dizer, então tomei uma atitude beijei ela, por alguns minutos, passava a língua devagar nos labios dela, ela dava aquelas mordidinhas na hora que me deixava louco, beijos lentos e molhados, sentia seu sabor, ela usava um gloss sabor morango era delicioso, minha mão foi passando pelo seu corpo, foi descendo pro seu ombro, estava com muito tesão, apesar que nunca tinha feito nada antes com ela, então Gabriela disse! tudo bem eu deixo vc pegar, foi então que minha mão foi descendo pelo seus seios, fui tirando a alça do sutiã, ela estava respirando ofegante, minha mão macia passando pelos bicos do seios dela, estava adorando dava pra percebe pela carinha, passei a língua na ponta do bico dela que já estavam bem durinhos, Gabriela soltou um gemido, então continuei, massageando aqueles seios lindos, ela então passou a mão por cima do short que estava duro como pedra, ficou alisando, sentindo parte por parte, colocou a mão então dentro do meu short queria muito sentir ele, ela tirou o zíper, abaixou a cueca, pegou meu pau e com as duas mãos colocou ele pra fora, ficou admirando aquele pau grosso que tinha virado praticamente pedra de tão duro por causa dela, ficou de joelhos e começou a chupar, enfiando tudo na boca até aonde a garganta aguentava, lambia dos lados chupando a cabecinha avermelhada, lambia como se fosse um pirulito, chupava muito gostoso, adorava como ela fazia isso, fui tirando a roupa dela devagar, chegou na calcinha ela não queria abrir as pernas, mais com carinho e beijos ela aceitou, falei que não ia fazer nada que ela não quizesse, ela deixou eu abaixar sua calcinha,aquela cinturinha, aquela bundinha empinada, estava louco por ela, a garota mais perfeita do mundo, fui beijando sua barriga, passava a mão na sua bucetinha, que já estava molhadinha, fui descendo passando a língua devagar, minhas mãos suando, ela gemendo de prazer, então abri a sua bucetinha e coloquei a língua dentro, ela revirou-se toda,gemia muito pedia pra mim continuar que estava muito gostoso, passava a língua no grelinho que estava todo durinho fazendo penetraçoes com o dedo, começou a gemer forte quando gozou, tomei tudinho deixei a bucetinha limpinha.
Coloquei meu pau só a cabecinha, pincelando sua xaninha, devagar fingindo que ía penetrar, ela queria que eu metesse, mais ficava torturando ela e não colocava, ficava só esfregando devagar, não aguentando mas gritou me fode seu gostoso! estou querendo seu pau dentro de mim, fui enfiando devagar, ela gemia cada centímetro que entrava, cada vez mais fundo fui colocando dentro da bucetinha dela, ela adorando gemia alto, os movimentos foram acelerando, queria meter mais e mais nela, com força estava metendo e ela gritava de prazer, então não estava mais aguentando tirei meu pau e virei pra cara dela, mandei abrir a boca, hora do leitinho, ela abriu a boca e engoliu boa parte, dpois de gozarmos muito fomos pro banho fizemos um lanche e ela foi para casa mas repetimos outras vezes, dpois conto como comi o cuzinho dela, até breve bjus.