Peguei a lindinha pra criar comí



Click to Download this video!

Eu comprei uma casa em Sumaré e um casalzinho novinhos que era lá das paraíbas compraram tbm ao lado.O cara era bavinho virado na porra e a mulher uma sonssa.Eles tinham uma menina com seis aninhos muuuito linda e um menino, bonitinho tbm e mal educado pra caralho. Eu não via os fila da puta falar com aquele muleque e com a menininha era grito e chingamento de todo tipo e todo minuto e quando pegava a menina pra bater parece que a intenção era mata-la. A Rita minha mulher na época ficava indignada com aquilo.
Eu chegava pra almoçar e ela me contava até chorando pois ela gostava muito da menininha;tanto que uma vez ela foi falar com a mãe da menina, e ficou sabendo a causa do poblema.
Os dois se separaram a sonssa deu pra outro e engrvidou da menina,aí o corno resolveu voltar com ela,…Há,…! O muleque tinha de sete pra oito anos. A Rita deu uns conselhos pra ela mas, aeh que a coisa ficou pior msm,parece que fazia de pirraça,eu msm ví nos finais de semana que estava en casa.Um dia ele surrou a menina tres vezes,…A Rita chorava e tremia de pena da menininha e de raiva do miserável.
Quando foi a tardinha já escurecendo eu cheguei do bar e encontrei minha mulher em pranto que estremecia e ela me disse:-Zeh faz alguma coisa pelo amor de Deus não aguento mais ver isso!
Não tinha muro entre a casa dele e a nossa ainda e eu cheguei e ví ele com a cinta na mão e obrigando a criança catar a comida que ele tinha derrubado da mão dela.A Pobrezinha soluçava sufocando o choro com aquelas mãozinhas pequeninas tentando rapar a comida do chão.Eu parado na porta olhando o miserável tavah tão possuído que nem me víu,…Deu mais uma cintada com toda maldade nas costas da inocente.
Aí eu entrei em cena;…O que voce tah fazendo com essa criança seu covarde filada puta!? Quando ele quiz abrir a boca, eu soltei o braço por cima da cara.Caíu pra lá eu peguei a menina e entreguei pra Rita quando ele partíu pra cima de cabeçada eu soltei um golpe de joelho na cara derrubei de novo.Olha eu dei um pau-tocado a motor eu era Kung-FÙ.Mas vamos ao que interessa,…Eu falei pode chamar a polícia agora mas se eu souber que vcs maltrataram essa menina d`novo vou quebrar todos os ossos dele.
Bem a menina dormiu em casa aquela noite e no outro dia o cabra nem foi trabalhar.Na hora do almoço eu fui falar com a mãe dela.Eu disse:-Quando esse animal tivéh em casa vc manda a menina pra minha casa vou falar com a Rita,tudo bem?Vai ser melhor pra ele e pra ela vc víu que eu não toh brincando néh???
A menina ficava em casa dia e noite e eles nem ligava.Ela ía comigo pro bar,jogar futebol, pratodo canto que eu ía ela ía comigo,…E se não levasse ficava chorando!Quando não podia ir com minha mulher pro trabalho ela ía pra oficina comigo.
Minha mulher fazia faxina era Diarísta e na quinta, sexta,sabado e domingo ela trabalhava na bilheteria de uma boate em americana chamada,SQUALIDUS!
Ela tavah tão apegada com a gente que ela dormia na cama com a gente no meio de nos.E dava banho, limpava o bubum quando fazia coco,…Ela era minha bonequinha! Certa vez eu coloquei ela na minha coxa e brincava com ela fazendo cavalinho, até que eu cancei e abracei ela; percebí que ela fazia movimentos praa frente e pra tras esffregando a xoxotinha na minha coxa.
Aí comecei a ter uns penssamentos obcenos.Procurava fazer aquela brincadeira mais vezes,quando ía dar banho nela eu paassava a mão mais que o necessário na xoxotinha dela,colocava um dedo apertando o grilinho e efiava o dedo no cuzinho dela dizendo que era pra lavar,essas coisas foram acontecendogradativamente.
Falamos pra mãe dela de deixar ela lá quando o corno não estivesse, acredita que ela não quis.Disse que se ela voltasse o corno largava dela.Quando a Rita ía trabalhar na boate ficava eu e ela sozinhos a noite,eudeitava só de cuéca e ela só de calcinha, a gente ficava bem agarradinho e eu com minha coxa no meio das coxinhas dela.A essas alturas eu tinha acostumado ela me dar selinho nos lábios, eu molhava o dedo de guspe e massageava os mamilinhos dela,dava beijo nos mamilinhos dela,passava a lingua na barriguinha, tudo como se fosse brincadeira enfiava a lingua no ouvido.
Uma noite a Rita estava tão canssada que logo dormiu, eu coloquei a mão entre as perninhas dela e deixei pra ver.Ela começou intragir com vai e vem esfregando a xoxota na minha mão,acho que axcitei tanto ela que ela fez xíxí.
Aí a Rita acordou e eu fui buscar um pano molhado pra limpa-la, enquanto limpava a menina pra meu espanto a Rita disse abrindo a xoxotinha dela e falando é tão bonitinha não é Zéh?Eu disse:- È,…Será que cabe seu pinto nela?demos risada e eu respodí:- Que ideia maluca.
Amenininha com as perninhas abertas e ela abrindo os labios da xoxotinha dela disse:-Tem coragem de passar a língua?Eu respondí:-Hoje vc tah pervertida hein!!! Ela respondeu:-Quando eu vejo vc dando banho nela eu sinto um tipo de excitação e ciúmes.Vai Zeh, vamos ver oque ela faz.Aí eu fui e passei a língua na xoxotinha dela ela se arrepiou e eu continuei minha mulher levou a mão na xoxota e começou a se masturbar dizendo:-Aí Zeh como isso me excita!!!
Meu pau já tavah estralando, mandei a minha mulher deitar de costas e coloquei a manininha com a xoxotinha na boca dela,,,metí a pica na buceta da minha mulher e a lingua no cuzinho dela.MInha mulher explodiu num goso intensso,quando eu fui gozar eu puxei ela mais pra baixo por cima da Rita a Rita abria o cuzinho dela com as duas mãos e eu coloquei a cabeça no cuzinho dela e gozei gostoso eu me empolguei e empurrei um pouco mais e ela começou chorar e eu massageando o cuzinho dela com a lingua e a Rita acaalentando.
Daí em diante ela passou a fazer parte de nosso sexo.Hoje eu e a Rita estamos separedos mas a Díllary mora com ela até hoje.
Pessoas espero que se agradem, pode não ter sido bem relatado mas é um fto verídicco. Abrç!