Quem da o remédio sabe de sua eficácia



Click to Download this video!

E tinha uns oito anos quando meu pai teve que mudar para Rancharía por trabalho,fomos morar numa chacará. Era uma casa enorme e dormía eu e meu irmão num dos quartos.Minha irmã estava pra ganhar um bebe e meu irmão foi fazer companhia pra ela e ficava por lah dia e noite.Veio um tio meu trabalhar na barragem e hospedaram ele em casa.
Ele chegava sempre as nove dez horas e eu já estava dormindo e ele dormia na cama do meu irmão.Eu era um muleque até bonito e tinha um jeito meio estranho para os outros eu jogava agua fora da bacia,mas isso nem passava pela minha cabeça.É que tenho sete irmãs e eu era o xodó delas.Era elas e as colegas delas o tempo todo me bajulando.
Bem certa noite eu acordei com esse fila da puta do meu tio cutucando meu cuzinho com um dedo grosso da porrah de forma que até doía mas que na verdade dava um certo praser.Eu com vergonha sentei na cama e disse:-Oque vc quer?
Ele disse:- Eu comprei uma bola de futebol pra vc só que estah no armário do alojamento amanhã eu trago pra vc.E não é que ele trouxe mesmo!Aí foi só alegría aquele tempos difíceis em 1974.Só que daí em diante eu ja acordava com ele lambendo meu cangote,minhas costase apalpando minhas nadegas e fungando no meu pescoço com volúpia.Eu dise:-Se vc não parar com isso vou contar pro pai.Ele disse eu falo que vc concordou em troca da bola e de dinheiro.E o bicho era inssistente, quando eu acordava já tavah pelado com ele me apalpando e me lambendo e me enfiando o dedo no cuzinho. Certa vez quando acordei ele tavah com a lingua no meu cú, eu com o cuzinho todo babado;a essas alturas ele já tinha me domado pois tavah até gostoso, finji que tavah dormindo.Ele deitou-se por cima de mim e começou esfregar o pau no meu cuzinho de oito aninhos,até gozar um leite quente, aí ele me virou e eu finjindo que tavah dormindo,começou a chupar meus mamilos,… aí eu me desmanchei msm.
Ele saíu e foi deitar e eu caí no sono di novo, quando acordei tavah ele com a lingua no meu cuzinho dinovo e dessa vez ele não me liberou não. Já colocou aquele pau enorme pra mim naquele idade e foi empurrando e eu me contorcia e ele me prendendo com tanta força que eu me esgotei.
Quando ele deu uma estocada que parecia ter rasgado meu cu foi uma dor tão da porra que eu acabei de disfalecer,mas quando ele enfiou tudo eu sentí um prazer inexplicável, dava vontade de pedir pra ele interrar mais fundo.Eu me contorcia como uma cobra mal matada de dor e prazer,gemendo e chorando, até que ele gozou gostoso no meu cuzinho e foi tirando devagarinho, parecia que não tinha fim pra saír,deu mais uma enterrada e tirou.
O interessante é que meu cuzinho doía, latejava mas,eu sentia uma cocegazinha la no fundo como pedindo mais.Nesse dia seguinte ele nem foi trabalhar tirou pra me bajular, com medo dèu abrir o bico, comprou uma pomada e deu pra mim passar.Meu cuzinho parou de doer mas não parava de lateja e aquela cocegazinha querendo mais rola.Chegou a noite eu fiquei esperando ele vír e nem dormí de tanta vontade;pois o fila da puta roncou a noite inteira e assim ficou uns quatro dias,eu ía dormir de cuéca, já não me cobria mais tipo me incinuando e ele nada.Eu comecei ficar chateado com aquela atitude dele,pensando agora que conseguiu oque queria cai fora!Me sentindo uma donzela abusada e abandonada,ha,ha,ha,ha,…Pense!!!
Eu disfarçava não sentir o despreso delemas,mas era o tempo todo com o cuzinho latajando e aquela coceirinha gostosa pedindo rola.Tinha um amigo de escola que se chamava Cidão que tinha umas brincadeira de passar a mão na minha bunda, resolví dar liberdade pra ele um domingo ele me chamou pra ír no corrego só nos dois, eu logo imaginei,…É hoje que eu vou gemer na vara dinovo!Ai meu tio resolvel seguir a gente e oCidão como tive oportunidade de ver quando íamos mijar tinha uma pica grossa e dava mais de um palmo, mas como eu tinha a pomada não tive medo.Como eu peguei a pomada pra levar, meu tio desconfiou e nos seguiu.Quando chegou no corrego o Cdão tirou a pica pra mijar e já veio pra meu lado chacualhando,…Quando eu me abaixei pra abocanhar meu tio gritou:- Oque que vcs tah fazendo???
Cidão deu no pé e eu fiquei,…Meu tio me deu uns supapos e disse:-Vc ía dah pra esse muleque néh? Me pegou pela orelha e me deu uns tapa na cara de estralah dizendo:-Se eu souber que vc fez isso com mais alguem vc vai ver,…Aeh rancou a rola pra fora me pegou pelos cabelos e pois na minha boca dizendo:-Vc vai fazer isso bem gostoso, tah me entendendo?E me deu outro( pé do ouvido).O fila da puta me fez chupa-lo até gozar na minha boca e disse vai pra casa!Eu saí com a boca e a garganta amarrenta, o cuzinho piscandoe coçando loko pra levar rola. A noite minha mãe foi acompanhar o parto de minha irmã e ficou só nós dois em casa.Ele me tacou na parede com força me pegou pelo pescoço de forma que eu abrí a boca, enfiou a lingua e puxou a minha chupando com volupia, me pegou pelo cabelo dinovo e enfiou a rola até minha garganta.Eu não quería que ele gozasse e me deixasse na saudade outra vez e fazia uma chupeta meia boca, ele me pegou pelos cabelos e interrava a rola até minha garganta de forma que no outro dia eu fiquei com a lingua dolorida dele chupar e a garganta sem poder engolír por causa das estocadas que ele dava e bastante rouco.
Más não me importava aquela brutalidade desde que ele me pegasse de jeito dinovo e me deixasse com o cuzinho ardendo e latejando.
De beijo de lingua à supapo ele me tinha como uma putinha dele.Ele ficou maluco quando soube que eu era a alegria da mulecada na escola.
Bem pessoal esse Tio morreu num acidente e eu não tive mais nenhuma esperiencia desse tipo. Abrço!!!