Vizinho novo comendo minha esposa



Click to Download this video!

Olá, somos casados há vinte anos, e sempre tive vontade de comer o cúzinho da minha esposa, e ela sempre amarrou, alegando que não aguentava, meu pau tem 16 cms, acredito não ser muito grande, e fino, e ela nunca deu motivo para que eu desconfiasse dela, ótima esposa, mãe e dona de casa, temos apenas um filho que estuda fora, e eu trabalho como servidor público municipal, temos boa estabilidade financeira e sempre fomos felizes. Ela sempre dizia que eu a completava, mas um dia isso mudou. Mudou uma família de negros para nossa semana, pareciam ser boa gente, sendo um casal e dois filhos, um de 18, outro de 21, dois negros fortes pela idade como sempre são os jovens. Bom, como eu disse antes, nunca houve nada que me fizesse desconfiar da minha esposa, até que uma semana depois que eles mudaram para a nossa rua, eu cheguei em casa mais cedo, pois tive que resolver um problema no centro da cidade. Cheguei e deixei meu carro na rua, pois eu sempre faço assim, e só o guardo na garagem a noite antes de dormir, bem, estacionei o carro e abri o portão, quando chego a porta, eu a encontro apenas encostada, coisa que nunca aconteceu, mas não pensei em nada, entrei em silêncio, com a intenção de fazer uma surpresa para ela, coisa que já havia feito muitas vezes, quando entro na sala, escuto uns gemidos….meu coração veio a boca, pois eram uns gemidos fortes, da minha esposa, semelhantes a quando a gente transa, mas muito mais fortes e safados, neste momento percebi que estava sendo corno, e na minha cama, pensei em entrar e dar porrada nos dois, mas ao chegar na porta do quarto, escutei ela dizendo, vai tesão, me fode bem gostoso, como meu marido nunca conseguiu me fuder, teu pau é muito maior e mais grosso que o dele, esse pau tá me rasgando de prazer, está me preenchendo toda, tó sentindo ele tocar meu útero. Ao ouvir essas palavras, meu pau parecia que ia estourar dentro da calça, e abro a porta devagarinho, abro o suficiente para ver o que se passava, e estava lá, minha esposa de quatro e o vizinho, o de 18 anos, socando uma vara imensa, grossa na buceta dela, que gemia muito na vara do moleque, que era mais novo que nossa filho, ele continuou socando a vara nela, que gemia e gozava uma vez atras da outra, e eu ali, vendo tudo sem saber o que fazer, e quando escuto o moleque de dezoito anos, chamando mina esposa de puta safada, e anunciando que vai gozar dentro da buceta dela, esporro na minha cueca, quando o moleque goza nela, ele desaba em cima dela, fico ali olhando e e vejo quando o moleque tira o pau de dentro da buceta dela, ai a porra começa a escorrer da buceta alargada dela, neste momento, percebo que tenho que sair, saio devagarinho, pego meu carro e vou para um bar, curtir meu chifre, meio sem saber o que fazer, tomo tres cervejas, e volto para casa, minha esposa me recebe como nos outros dia como se nada tivesse acontecido. quando fomos nos deitar, não me contive e disse a ela que tinha visto tudo, depois de algumas desculpas ela me diz que desde o segundo dia que eles se mudaram, ela se sentiu atraida por ele, e sem pensar nas consequências, fez ele entrar na nossa casa e transou com ele, e já estavam transando todos os dias, que umas duas horas depois que eu saia, ele ia para lá e passava o dia com ela, ai ela me diz que ela já comeu ela em todos os lugares da casa, inclusive na cama de nosso filho, e em cima da mesa de da sala de jantar. Ouvir aquilo me deu um tesão enorme, beijei minha esposa, e comi a buceta dela com cinco minutos. Ai ela me diz, que é por isso que ela está gostando de transar com o moleque, ele, diferente de mim, não goza rápido, e quando goza, em poucos minutos já está pronto para me fuder de novo. Beijei apaixonadamente minha esposa e falo com ela que da próxima vez, quero ver. Hoje, já vi ele comendo minha esposa e depois de algum tempo, ela passou a dar para o outro irmão de 21 anos, nesse tempo, ela já está dando para os dois na minha frente. Essa semana, o pai deles levou minha esposa para o motel tambem. Agora estamos tentando uma forma de pai e filhos comerem ela lá em casa. Um abraço e espero que tenham gostado.