As calcinhas de minha mãe



Click to Download this video!

Ola boa tarde, sempre li contos nesse site que sempre me deram muito tesão, então resolvi contar a minha historia, espero que gostem.
Nasci em uma família pouco tradicional, nunca conheci meu pai e logo que fiz um ano me mudei com a minha mãe para outra cidade (acho que meus avós não aceitaram muito a filha ser mãe solteira).
Minha mãe tem 40 anos, é baixa, ruiva, pele branca, trabalha em um escritorio de advogados, ela é magra, mas tem um bumbum redondo e empinado
Com 16 anos morando em campinas, tinha uma vida boa até, varios amigos, mas nenhuma paquera nem nada (e com 16 anos sem namorada ja sabem né, me acabava na punheta)
Um sabado a tarde estava cheio de tesão e nada para fazer, fui para o banheiro tomar aquele banho enquanto batia uma, quando entrei no banheiro ja fui tirando a roupa e colocar no cesto, a hora que eu abro o cesto de roupas sujas vejo aquela calcinha de minha mãe, não muito pequena, azul escura, com rendas na lateral, ela me chamou muito atenção, pois era uma calcinha muito sensual.
Comecei meu banho ja me punhetando, não conseguindo tirar a calcinha dela da cabeça, até que num ato sem pensar, fui e peguei aquela calcinha, comecei a cheirar, lamber, esfregar ela em meu pau que estava mais duro do que nunca, gozei feito louco.
Aquela punheta foi tão boa que fiquei o final de semana todo pensando nisso, comecei a ficar viciado nisso, sempre ia tomar banho depois da minha mãe, pra poder me masturbar cheirando suas calcinhas usadas, comecei a ficar mais ousado, chegando a gozar em suas calcinhas e depois colocando elas de volta pro cesto, tudo ia bem até minha mãe me chamar um dia na cozinha.
Ela estava sentada na mesa e disse que precisava conversar
– Filho fui lavar a roupa ontem e percebi algo estranho em minhas calcinhas
Como eram calcinhas delicadas, elas tinham que ser lavadas a mão, nessa hora abaixo a cabeça e começo a tremer, pensando em algo para responder, meio sem jeito falei:
– serio mãe? estranho como?
– ela estão com umas manchas, duras e eu nao sei o que pode ser.
nessa hora tomei coragem e falei
-mãe desculpa, mas eu usei ela para limpar meu sêmen depois que me masturbo
Minha mãe ficou quieta e saiu da cozinha, eu tentei falar com ela, mas ela nem olhou na minha cara, voltei pro meu quarto e fiquei pensando nisso, ficamos 3 dias sem se falar (não me masturbei nesses dias com medo), até um dia ela me chamar pra jantar. No jantar ela começou a puxar assunto e ficamos conversando normal, até ela comentar sobre as calcinhas, perguntou porque eu fiz aquilo
-mãe fiz aquilo porque tenho muito tesão e suas calcinhas são lindas igual a senhora.
ela sorriu e não falamos mais nada depois disso. no outro dia aconteceu algo que eu nunca iria esperar.
Minha mãe saiu do banheiro veio até mim e falou:
– Filho hoje minha calcinha é amarela, aproveita que eu usei ela na academia rsrsrs
e saiu dando risada, fiquei meio sem saber se foi brincadeira ou se foi serio, na hora corri pro banheiro e estava la, aquela calcinha amarela de algodão linda, gozei muito naquela calcinha e fiquei pensando sera que minha mãe gostou de eu ter feito aquilo.
no outro dia foi a mesma coisa, ela saiu do banho veio até mim e disse para eu ir la pois a calcinha dela estava me esperando.
Nesse dia na janta ela perguntou se eu tinha gostado da calcinha, respondi que sim, dai ela me disse que era injusto eu ter as calcinhas usadas dela e ela não ter minhas cuecas, meu coração acelerou, apenas sorri e disse que se ela quisesse ela poderia ter minhas cuecas, mais a noite estava deitado na sala coberto com um lençol até que ela veio e me disse.
-Então vou ter sua cueca ou não?
Achei que era brincadeira, mas ela ficou la parada esperando.
-voce esta falando serio? ok eu te dou minha cueca, mas então eu vou querer a calcinha que voce esta usando agora
Falei isso e fiquei suando gelado esperando ela me xingar, ela simplesmente entrou no quarto, achei que tinha ido longe demais, após 2 minutos ela voltou com a calcinha na mão e disse.
-pronto ta aqui minha calcinha, cade sua cueca?
fiquei em choque, ela tinha ido pro quarto tirar a calcinha e trazer ela pra mim, imediatamente tirei minha cueca (debaixo do lençol) e entreguei pra ela, que pegou minha cueca e foi apra seu quarto. logo depois ja comecei uma punheta gostosa cheirando aquela calcinha e pensando no que minha mãe estava fazendo com a minha cueca em seu quarto, depois de 5 minutos ela apareceu na sala segurando um lençol e vestidindo uma camisola de pijama, sentou na poltrona e disse para eu continuar a fazer o que eu estava fazendo. na hora eu travei mas comecei a olhar pra ela e ela estava sentada cheirando minha cueca, conseguia ver os movimentos de sua mão sobre o lençol em sua bucetinha, não aguentei e comecei e mexer no meu pau sobre o lençol e ficamos nisso, ela cheirando minha cueca e tocando em sua buceta e eu cheirando sua calcinha brincando com meu pau um olhando para o outro.
Em outra oportunidade eu continuo esse conto, para ele não ficar muito grande.