Dando o rabo depois de casado



Click to Download this video!

Me chamo “Fernando”, hoje estou com 34 anos, gostaria de contar como foi voltar a ser passivo depois de 14 anos sem dar.
Comecei cedo na verdade, no conto “Comido aos 11“, então dava sempre que podia pro meu amigo e vizinho de mesma idade, isso foi dos 11 aos 17 anos, ele foi embora da cidade e nunca mais o vi, também não dei pra mais ninguém, namorei mulheres, casei e estava 14 anos sem sexo com homem.
Depois de um tempo o casamento vai naturalmente meio que esfriando, ai comecei a entrar em salas de bate papo da minha cidade, para minha surpresa, 99% das pessoas que entravam lá eram homens querendo transar com outros homens, percebi aí que não era o único que tinha esses desejos e fantasias, mas tinha muito receio de me expor, pois cidade do interior muita gente se conhece, e por estar casado não poderia dar esta bandeira.
Sempre que podia entrava no papo, conversa com vários, mas nada de real, e tinha um que sempre falava comigo, só curtia homem e morava sozinho, passou o telefone dele, um dia resolvi ligar, gostei da voz dele, mas ainda nada de real.
Papo vai, papo vem, um dia resolvi ir na casa dele, liguei pra ele antes e perguntei se poderia ir lá, ele disse que sim, criei coragem e fui, chegando lá o portão estava aberto, fui entrando, ele estava no quintal no fundo veio ao meu encontro e me deu um abraço, as luzes estavam apagadas, mas tinha lua e ficava tipo uma penunbra, não vi o rosto dele direito, mas acho que já tinha visto ele na rua, eu tenho 1,76 de altura e ele uns 15 cm mais altos, ai já pensei comigo o pau deve ser enorme kkk, mas estou aqui vamos encarar…
Como eu estava suado, pedi a ele pra tomar um banho antes, ele me deu uma toalha e fui até o banheiro, sai de lá somente com a toalha na cintura e fui ao encontro dele, estava muito nervoso, com a boca muito seca, afinal 14 anos sem dar e nem o conhecia, pedi água ele mandou pegar na geladeira, sai no quintal ele estava deitado em um colchão no chão, só de bermuda, morrendo de vergonha, mas tirei a toalha ficando totalmente nú e me deite do lado dele.
Ele me puxou pra perto dizendo pode se aproximar eu não mordo.kkk, deitei a cabeça no peito dele mas já fui descendo até o pau, tirei pra fora do shorts e senti que era enorme… mas sem exitar já coloquei na boca e iniciei uma boa mamada.
Aquele pau enorme enchia minha boca, ele já foi descendo uma mão e começou alisar minha bunda… logo depois falou deixa eu tirar esse shorts ficando tbm completamente sem roupas, voltei na mamada… chupava com vontade… com força.. ai fui colocando o pau inteiro na boca..me esforçando pra caber.. ele gemia e dizia que boquinha deliciosa…
Ele se deitou e tbm começou a chupar meu pau… e eu engolia aquela pica com vontade… e dizia um que pau cabeçudo… e eu com aquele pau deliciosa dentro da boca.
Depois ele veio por cima de mim, procurando me beijar, falei que não curtia beijo, ele disse calma, não vou fazer nada que você não queira… ficou deitado em cima de mim,, eu sentindo aquele pau enorme encostando em minhas pernas.. quando pedi no seu ouvido… me come.. ele levantou e foi pegar uma camisinha…
Logo voltou, fiquei de joelhos, ele enfiou o pau novamente me minha boca… dei outra boa chupada, colocou a camisinha e me deitei de bruços…
Veio por cima de mim, passou bastante gel no meu rabinho, que a esta altura já estava piscando de vontade, colocou o pau e foi enfiando… na hora doeu e pedi pra ele parar… disse que eu iria contra ele.. e assim fui fazendo…com que aquele pau inteiro fosse entrando… ele gemia de tesão e dizia que bundinha deliciosa, na medida… quando consegue por tudinho dentro relaxei e ele começou a meter… nossa que delicia.. aquele pau bem lisinho entrando e saindo.. a muito tempo não sentia isto e já estava esquecendo do quanto era bom… e ficou naquele entra e sai… meu pau duro como pedra… sentindo aquele macho,, dotado me possuindo… uma loucura.
Aí ele sussurrou em meu ouvido fica de 4, e sem tira o pau de dentro fomos nos posicionando.. quando já de 4 ele começou meter… quando senti realmente aquele enorme donte dentro de mim de 4.. foi um sensação inexplicável.. não era dor, era puro tesão,.. mas a cada bombada parecei que iria me rasgar… pensei não vou aguentar.. pensei em pedir pra parar… mas apesar que estar literalmente sendo arregaçado, estava gostando.. e foi assim… cada bombanda, um tesão.. que delícia. que pau, que homem…ai ele foi me deitando…e virando de lado…. começou a me comer agora deladinho… não tinha mais a sensação das bombadas.. só o pau muito liso, entrando e saindo…
Ai mudamos novamente de posição, me colocou de frango assado, primeira que eu era comido assim… o pau entro tudinho tbm.. mas já estava acostumando com o seu tamanho… ficamos assim um tempo, mas eu queria sentir a sensação de estar sendo rasgado de novo.. pedi no ouvido dele que queria dar de 4 denovo.. mudamos a posição e confesso que desta vez nem senti o pau entrar.. quando percebi já estava começando as bombadas e novamente a sensação deliciosa de estar sendo arregaçado… que tesão, que gostoso.. e ele metia com força, com vontade… e ficamos assim mais um tempo…
Ele bombando em meu rabo de 4.. não aguentou o tesão e encheu a camisinha de porra… ambos cansados… ele se deitou e eu como teria que voltar pra casa. fui novamente tomar um banho e me vestir…
Voltei ele já estava de bermuda. e ainda no escuro nos despedimos.. pediu pra voltar mais vezes. eu disse que viria sim. e sai.
Chegando em casa fui tomar outro banho, pra não levantar nenhuma desconfiança… mas não parava de pensar naquele homem, naquele macho, naquele pau e ao me lavar.. sentindo o tamanho que meu rabo havia ficado, depois de tanto der dado pro dotado.
Espero que tenham gostando do conto, meu pau ficou babando só de escrever e lembrar este dia. contato pelo [email protected] Abraços.