Bebedeira, Eu comi a mulher do meu melhor amigo



Click to Download this video!

Não sei como vim parar nesse site, mas desde então estou viciado nesses contos, esse é meu primeiro conto, espero ter coragem de falar de muitos outros que aconteceram comigo, vejo muitos e sei que alguns são reais e outro não… mas esse é 100% real, pelo menos o que a VODKA me deixou pra lembrar… kkkkkk

Vamos ao que interessa, Me chamo Mario (nome falso, todos os nomes são falsos aqui), sou Branco, 1,75 alt, Magro, na época eu tinha 26 anos, isso foi em 2013.
Sai de casa pra ir para o primeiro dia de aula no curso tecnico que me matriculei, junto com meu melhor amigo, nos conhecemos a mais de 10 anos, e sempre gostamos de informática, cheguei no local do curso, e ele logo chegou também, pra nossa surpresa as aulas não começariam desse dia, apenas na outra semana, era uma segunda feira, a noite, e logo pensamos em sair pra beber por ai, como de costume, mas então ele me falou que sua esposa estava em um shopping ali perto pagando umas contas, e ele gostaria de aproveitar sair com ela.
Ele, Alessandro (nome falso), 23 anos, Branco 1,80 alt, Forte (ele era militar na época), Ela, Laura (nome falso), 23 anos, Mulata, 1,60 alt, corpo bem torneado, aquele tipo baixinha seios pequenos e pernas grossas…
Então fomos andando até o Shopping onde ela estava, la lanchamos na praça de alimentação e eu falei que queria mesmo era beber, lembro bem dela sorrir pra mim e dizer: "tu quer mesmo é endoidar hoje né?! rsrsrsrs" eu disse que sim, ela disse então vamos em uma Galeria de lojas que fica quase em frente ao Shopping, Lá tem bares, mas como era uma segunda-feira estava com pouquíssimo movimento, não lembro o que conversamos, mas lembro de um pequeno detalhe, ela olhou pra mim e disse: "poxa, por que tu não fez a barba hoje? veio assim com essa barba de 2 dias por fazer???" eu não entendi o por que, mas Alessandro respondeu dizendo: "é porque ela não gosta de barba, eu faço a minha todo dia, ela diz que incomoda na hora de beijar" (hoje penso que eles já estavam querendo ter uma experiencia com um amigo, e eu não sabia de nada) deu tempo de tomarmos umas 3 ou 4 caipirinhas cada um de nós, (nós sempre gostamos de bebidas forte, cerveja nunca foi nossa praia). saímos de lá alegres já, mas queríamos mais, fomos até um Supermercado 24H, que ficava proximo, enquanto caminhávamos, conversamos bastante, ela andava apoiada sobre meu ombro cambaleando, compramos duas VODKAS e um refrigerante, a questão agora era, pegar uma condução até a casa dos dois para bebermos lá, ou ir até um Motel e beber por lá ???
MOTEL, continuamos a beber, e a conversar, até que ela se levantou e tirou a calça jeans, com muita dificuldade, ai ficou só de lingerie, toda branca de renda, ela tinha um corpo perfeito, eu tava muito porre, mas evitei olhar muito, o meu amigo apenas andava de um lado para o outro e fumava e bebia, eu sentado na cama, então ela se jogou ao meu lado e disse que iria dormir, pegou um lençol e se embrulhou, ficamos conversando, e não sei o que me deu na cabeça, deitei de conchinha com ela, e pus a mão na buceta dela, massajei um pouco, com cima da calcinha, depois pus a mão por baixo e massajei, ela suspirou, e eu levantei de novo e continuei a beber, meu amigo sentado na cama, eu sentei ao lado dele e continuamos a conversar, depois de alguns minutos, ela dá um pulo da cama, e diz: "eu quero ver quem é que tem o pau maior de vcs dois!", indagamos, e ela apenas repetiu o pedido…

Nessa hora que tudo começou, ela abriu a calça do meu amigo e começou a chupar o pau dele, eu nem esperei nada, tirei minha calça, meu pau já estava duro como pedra, e ela chupava ele e punhetava meu pau com a mão direita, foi um dos momentos mais exitantes da minha vida, ela chupou ele por alguns minitos, depois se sentou na cama entre nos dois e se curvou pra chupar MEU PAU, ela foi se curvando, eu vi aquela mulata linda, gostosa de mais, o marido dela ao lado e ela se abaixando pra me chupar, foi muito intenso, ela tinha uma boca macia e quente, chupava deliciosamente, então ela sentou na cama e disse: "chega, o que eu to fazendo, vamos esquecer isso!", eu falei pra ela, RELAXE, e fui tirando a calcinha dela, ela então beijou o marido dela e deixou eu tirar a calcinha dela de boa, ela se deitou entre nos dois,eu olhei pra quela buceta, raspadinha, ela puxou minha cabeça na direção e disse, "pode chupar, ela tá limpinha", eu não contei conversa, cai de boca naquela buceta macia, cheirosa, deliciosa… chupei com muita tesão, e depois e eu empurrei ela pra cima dele, que já estava deitado sem roupa, ele comeu ela ali do meu lado, e eu olhando, eu não queria passar a impressão que eu estava me aproveitando de nada, então ele saiu de cima dela (ainda não tinha gozado), e ela me disse: "VEM"… e eu enfiei meu pau naquela buceta, que buceta quente, eu dizia que ela era gostosa, e ela me dizia: "cala a boa e só mete, mete com força!" depois eu sai de cima, e ela subiu em cima dele que estava ao nosso lado, foi ai a melhor parte!, ela cavalgando, beijando o marido dela, aquele rabão empinado, eu dei a volta na cama redonda do motel, subi na cama, cuspi na cabeça do meu mau, vi o pau do meu amigo entrando na buceta dela, via quele botãozinho escuro, fechadinho, e enfiei naquele cu! não tinha muito jeito pra comer ela assim, pois as bombadas dele eram diferentes das minhas, e demoramos um pouco pra pegar o ritimo, mas a melhor marte foi ouvir ela GRITANDO DE PRAZER E DOR!!!
Ela griatava, "ai, tá doendo, mete tudo, ta doendo!" eu não acreditei que estava comendo o cu da mulher do meu melhor amigo! eu estava tão porre que nem sentia vontade de gozar, a pesar do tesao, estava cansado e deitei ao lado, ela saiu de cima dele, e subiu em cima de mim, com a mão guiou meu pau pra dentro daquela buceta, começou a cavalgar, e a dizer: "eu sempre te odiei, e agora tu tá fazendo isso comigo!" ela rebolava muito gostoso, então eu gozei dentro daquela buceta, ela caiu cansada sobre mim, e eu apaguei, dormi…
na manha seguinte, acordei, estava totalmente nú, e meu amigo e sua esposa vestidos já, tomando café da manha no Motel, eu muito envergonhado, perguntei onde estava minha roupa, eles riram e disseram que estava jogada pelo quarto, embrulhado no lençol, catei minhas roupas e me vesti, saímos de lá logo em seguida, conversando como se nada tivesse acontecido… depois bateu o arrependimento, ficamos um tempo sem nos falar, mas como somos melhores amigos, hoje estamos nos damos bem….
teve outra vez que eu comi ela sem ele saber (eu acho), mas isso fica pra outro conto que esse já ta muito longo… até mais