Esposa safada



Click to Download this video!
Autor

Meu nome é Antonio Carlos tenho 38anos, sou branco, nao muito alto, olhos verdes e tenho uma loja. Moro junto faz pouco tempo com Cristiane, ela tem 21 anos, loira, olhos azuis, corpo de academia, uma bundinha bem durinha, 98cm de pura gostosura. Ela era doida para por silicone nos peitos e fui contra, gostava de sentir ele cabendo na minha boca, era uma delicia aquela mulher. Conheci a Cris, quando ela tinha 19 na faculdade de Adm… nos tornamos amigos e depois de um tempo ficantes. Ela sempre chamou atençao, nao posso ser ipocrita de reconhecer que era muita areia pro meu caminhao, mas mesmo assim arrisquei a continuar. Nao ficava muito em cima dela, acho que foi o maior erro.
Sempre tinha um engraçadinho no curso jogando piadas, ficava desconfiado dela, mas deixei passar. Nao adiantava arrumar confusao, pois se fosse verdade ja acontecia bastante tempo, antes mesmo de ficarmos. Ela nao tinha frescura comigo, fazia de tudo principalmente anal.
Qual mulher que curte anal hoje? Sao poucas que topam independente do tamanho do pau. Nao sou tao abençoado, nao passava dos 16cm.
Sempre procurei satisfaze-la de todas as formas na cama. Nossa relaçao estava indo bem, quando ela fez 20anos fizemos uma festinha pra poucos convidados, mas foi bem animado. Passamos a morar juntos, tinhamos nossos espaços, poucas cobranças. Ela saia muito com amigas dela pra algumas festinhas, sou mais caseiro, esperava por ela as vezes. Tinha dia que chegava cedo e outras tardes.
Estava proximo o final de ano e fizemos uma festinha com alguns amigos, estavamos todos bem animados por conta da bebidas. Ja passava das duas da manha, muitos acabaram indo embora, pois iam passar com a familia ainda. Acabou ficando o Marlus e o Neilton, ambos eram amigos dela um tinha uns 29 e outro 26, eram negros, bem fortes. Faziam curso de engenharia civil, ficamos na sala conversando e quando nao tinha mais ninguem na casa, Cris voltou só de calcinha vermelha e gorro de natal, estavamos todos bebados e rimos bastante.
Cris sentou no meu colo e começou a rebolar, safada me deixou de pau duro. Os amigos dela só ficavam observando e a safada nao parava de empinar o rabo pra eles. Ela saiu do meu colo e abriu o ziper da minha calça e abocanhou meu pau de uma vez… Aquela safada ja tinha planejado tudo, o tesao falou mais alto, segurei bem a cabeça dela e enfiava tudo ate ela engasgar!
Os dois ficaram batendo uma punheta no outro sofa, a Cris botou a calcinha de lado e sentou no meu colo, a safada rebolava de um jeito que nunca tinha feito comigo. Como estava com muito tesao, tirei a minha roupa e a calcinha dela e a coloquei no meu colo novamente. Marlus um negao com uma piroca descomunal, devia ter 20cm aquela arma… Se aproximou da Cris por tras, safada olhou pra ele e deu um sorriso safado, empinou o rabo. Negao nem pensou duas vezes, ajeitou a rola e enfiou no cuzinho dela, ela soltava uns gritinhos e ele nem ligava, enfiou aquela pirocona nela. Mal pude reconhecer aquela safada, pensava que era o unico, ali estava um negao, parecia que nao era primeira vez. Ela logo passou a rebolar pedindo pra nos dois arrombarmos ela. Marlus enfiava sem dor no rabo dela, Neilton veio pra proximo de nos e tocou no ombro do Marlus.
Marlus deu mais ums estocada e saiu, Neilton dava uns tapa na bunda dela e ela mudou de posiçao. Ficou de costas pra mim e botou minha rola na xota, ela sentava bem e deu uma xupada no negao. Ele parecia ser um pouco menor no tamanho, mas era um pouco mais grosso.
Cris safada deitiou nos meus peitos e arreganhou bem as pernas, Neilton enfiou na xota dela junto comigo. Aquela safada soltava uns gritinhos e o negao enfiando cada vez mais aquele membro. So tinha visto em filmes, era estranho uma rola encostando na outra. Ele deu uma parada pra ela acostumar e enfiou forte. Ela dava um pulo na duas rolas que entrava bem nela, ja nao estava aguentando mais e sai de baixo dela e a coloquei de joelhos e gozei na boca dela.
Marlus se levantou e a puxou pro seu colo, Neilton foi por tras, os dois metiam forte nela, safada estava adorando, pedia pra eles meterem mais forte.
Nao demorou muito e os dois gozaram na cara dela… Eu pensando que era o unico, percebi que todas as piadinhas eram verdades.

No dia seguinte conversamos um pouco e deixamos claros, que esse tipo de aventura só aconteceria com a presença um do outro.
Cris ficou mais ousada na cama, o nosso sexo nao foi o mais o mesmo.