Maninha meladinha 10(a conclusão)



Click to Download this video!

Olá voltando…
Eu e valkiria estávamos ali naquele hospital na maior angústia de nossas vidas.nossa mãe entre a vida e a morte.
Logo chegou alguns parentes e nosso pai,que estava desesperado.Claro que não contamos o fato, dissemos que ela havia chegado da rua passando mal,e desmaiando.
Valkiria chorava e com os olhos me perguntava,e agora?.
Estávamos numa grande incerteza.mas a tragédia já estava anunciada.seja qual fosse o desfecho.Logo chegou o médico e chamou nosso pai para conversar.
Algum tempo depois ele voltou e disse que nossa mãe estava fora de perigo.
É colegas, sinceramente ficamos muito felizes.mas por outro lado,aflitos por não saber qual seria a reação de nossa mãe.
Ela passou por alguns procedimentos e teve que ficar alguns dias internada.logo já poderíamos visita la.
Poderíamos,mas e o medo.Valkiria com um pouco de receio acabou indo.Quando chegou em casa,disse que nossa mãe foi bem fria com ela.nao comentou nada sobre o fato.mas foi seca e mal olhava em sua cara.
Valkiria me disse que não estava conseguindo trabalhar direito pensando no ocorrido.Eu estava quase ficando louco.só de pensar que minha mãe poderia contar para meu pai.criei coragem e fui visita lá.ela mal.quis falar comigo.ficou o tempo todo em silêncio.parecia que somente eu tivesse culpa.
Bom..os dias passaram e logo ela estava melhor chegando em casa esperou ficarmos sozinhos pra me dizer,uma das coisas mais tristes que eu escutei.Disse..ou eu arrumava um lugar pra morar ou ela contava para meu pai.disse ter sido difícil tomar essa decisão,mas eu e valkiria não poderíamos morar na mesma casa.Ela dizia temer o pior.
Em silêncio baixei a cabeça e sai pensando,logo depois contei para Valkiria e ela ficou muito triste e começou a chorar.Arrumei uma casa para alugar perto do trabalho.Meu pai quis saber o motivo pelo qual estava saindo de casa.inventei que já estava na hora de me virar e ter responsabilidade.ele me disse que a porta sempre estaria aberta.se ele soubesse da verdade,ele me jogaria com roupa e tudo para fora.Decidi tbem não dar endereço de onde estava morando a nenhum familiar.exceto para minha irmã é claro.
Logo estava gostando de morar sozinho.recebia visitas de Valkiria e transávamos loucamente.
Toda semana minha irmãzinha me visitava sedenta de sexo.logo ela resolveu ir morar comigo.resolvemos então mudar de cidade,pois logo depois que Valkiria saiu de casa.minha mãe contou a verdade para nosso pai.ele foi atrás de mim até onde eu trabalhava .sorte que eu já havia saído.quem me contou foi Valkiria que quase apanha dele que a xingou de tudo quanto foi nome.
Mudamos de cidade,troquei de emprego.e vivemos longos anos como casados.na rua éramos amigos,não podíamos abusar da sorte.
Vivemos juntos por anos,até que nosso pai veio a falecer.valkiria teve que morar com nossa mãe para cuidar dela.Dai as coisas foram dando uma esfriada.logo arrumei uma namorada,não gostosa como Valkiria mas eu gostava dela.logo me casei.valkiria também se casou.nossa mãe faleceu.e a vida que seguiu.Claro que as vezes minha irmã me ligava querendo,e eu ia correndo.
Vivemos outras aventura que talvez eu volte para contar.esse texto foi só uma conclusão do anterior.Espero que tenham lido os anteriores e tenham gostado.
Até quem sabe um dia.abrçs.