Meu Carro Quebrou !!!



Click to Download this video!
Autor

Meu nome é Vander e de minha esposa Fabiana. Moramos na região de Campinas SP. Num sábado nos preparamos, convidados que fomos para o aniversário de uma nossa amiga, numa cidade vizinha, distantes uns 40 kms. Já há uns quatro anos não tínhamos tido mais contato com essa nossa amiga. Chegamos em sua residência, eram 22:00 hs., e já havia muitos casais na casa, comendo, bebericando e dançando ao som de um dvd. Passados algumas horas, a Thais, a aniversariante, já um pouco chapada, como todos nos já estávamos, disse que neste aniversário, só tinha sido convidado casais e que daquele horário em diante ia haver uma novidade exitante, entre os casais ali presentes. Ela distribuiu um número para cada casal e disse que, faria um sorteio e a mulher ou namorada que, fosse sorteada teria que dançar nua com os convidados o resto da madrugada. As bebidas do momento ali era cuba-libre e martini, todos nós já estávamos embriagados. A Thais veio com um cesto e nele muitas bolinhas numeradas. Foi tirada a primeira bolinha, a segunda e a terceira a sorteada foi minha esposa. Vi que a Fabiana ficou vermelha feita um pimentão, mais as três foram levadas pelas outras moças ali presentes, para um quarto. Quinze minutos depois estavam as três mulheres alí, dançando nuas, e uma era a minha. As três eram super bonitas, duas morenas e a Fabiana que é loira. Duas delas sendo uma a minha, estava com as grutinhas toda depiladinhas, lisinhas e uma delas não. Das três ali nuas, duas eram casadas e uma era solteira. Daí que veio o sorteio mais pesado, três homens também seriam sorteados, infelizmente eu não fui sorteado. Os três rapidamente voltaram pelados para a sala, e fechou-se uma roda em torno dos três casais, batendo palmas e gritando pega pega..Cada um deles ficou com uma. A Fabiana, ficou com um loiro com tatuagem e de pênis avantajado, quando mudaram o dvd, para música lenta e os três começaram a dançar coladinhos. Meu pênis queria explodir de tesão dentro das calças. Uma das moças presentes, subia na mesa e com um cartaz na mão, dizendo o que os dançarinos deveriam fazer. O primeiro cartaz estava escrito dançar beijando o pescoço da dama. Minha esposa estava com um cacete enorme no vão das pernas, o segundo cartaz, beijar a boca da dama, eu estava com ciumes mais com uma tesão fora do normal. O terceiro cartaz, veio escrito, acariciar os peitos da dama com a língua. Fiquei de olhos arregalados vendo aquele camarada mamando na minha mulher e ela se entregando. Eu não olhava para os outros dois casais, só olhava para a Fabiana. Outro cartaz escrito estava: dançar a vontade, neste o loiro em pé dançando, se ajeitou e penetrou a vagina da Fabiana bem devagarinho. Enfim os três casais estavam fazendo sexo. Eu tomava uma cuba atrás da outra,e já estava meio embriagado, assim, procurei o outro marido e me apresentei para ele dizendo: um corno de frente para o outro. Ele me disse, não esquenta não, deixa as mulheres se divertirem, é o segundo aniversário que eu venho aqui, nunca comi ninguém, mais minha esposa já transou a vontade eu não ligo, tudo é festa, não tira pedaço e o melhor está por vir. Criei coragem, isso mesmo, deixa a Fabiana divertir também. Quando a música parou foi postado outro cartaz: hora de todos se deliciarem com o bolo. Outro cartaz: as três beldades vão deitar-se de costas sobre a mesa e, todos que quiserem poderão comer o bolo que será colocado em cima da vagina delas. As mulheres foram as primeiras a comer o bolo e dar uma lambidinha no clítoris da Fabiana e das outras, fiquei de frente para a mesa olhando para a buceta da Fabiana, e notei que estava toda esporreada do esperma do loiro. As três gemiam e se rebolavam sobre a mesa, com tantas pessoas se deliciando do bolo servido e das chupadinhas é claro. Foi a minha vez, não vi nem o bolo, abri as pernas da Fabiana, e chupei a buceta dela com força e fervor, fiz questão de engolir todo aquele esperma do redor e de dentro da vagina dela. Todos os convidados se uniram e bateram palmas por uns cinco minutos. Eu aproveitei, desci as calças na presença de todos e bati uma punheta inesquecível, eu e a Fabiana gozamos gostoso juntos, nisto, o loiro que depois fiquei sabendo seu nome REGIS, com a mão empurrava bolo na buceta da Fabiana, e comia dando estalinhos na boca e fazendo limpeza com a língua. Festa terminada, pessoal se despedindo, me cumprimentando, meu carro dentro de uma oficina mecânica, veio o convite: Dormir na casa do Regis, foi quando ele apresentou a esposa dele para mim. bonita, mais a Fabiana muito mais.Chegando na casa dele, ele encostou a cama na parede, pegou o colchão colocou no chão, foi no outro quarto e trouxe o outro colchão, juntou os dois colchões e deitamos os quatro juntos. Isto já era 3:00 horas da manhã, ele me disse; se quiser fazer sexo com a Magali ( esposa dele ) pode fazer, porque eu vou transar novamente com a Fabiana, porque dançando não fiz legal. Eu bêbado, de pau mole, o máximo que fiz, foi fazer sexo oral na esposa dele. Eu ouvia a todo instante a Fabiana, falar põe devagar senão doe em mim.
Depois, dormimos até as 13:00 horas, e ele veio nos trazer para casa, e já combinamos que sábado vindouro, ele virá posar em minha casa e fazer a Fabiana feliz. É uma coisa de louco, o marido ver sua esposa gozar, sendo saciada e dominada por outro homem. Sinceramente gostei, no sábado, vou exigir que ele transe com a Magali, também.