O Garotinho de 11 anos que tá me deixando louco



Click to Download this video!
Autor

Sou Médico, tenho 45 anos, fui casado por 8 anos com uma advogada, e não tivemos filhos por causa das agendas, e do que tínhamos planejado pra nossas vidas.
Desde minha pré-adolescência tenho uma tara:
Cú dos meninos novinhos…
Lá pelos meus 11/12 anos eu conheci essa maravilha da natureza, e desde então não deixo de me excitar, com o pensamento de penetrar um buraquinho rosado e sem pelo algum. Não deixava escapar nenhum dos próximos amim… Primos, amiguinhos de escola e da rua, qualquer um que tivesse disposto a abaixar o short e a cueca pra mim, lá eu tava enfiando minha piroca branquinha e com a cabeça vermelhinha lá dentro das bundinhas quentes e apertadinhas dos garotos. Dei meu cuzinho apenas um punhado de vezes, pois eu tinha uma técnica: só tentava comer os mais novos do que eu, pois eles aceitavam ficar sem me comer por ser eu mais velho.
Mas essa tara eu só exercitava nessa época… Pelo menos até um mês atrás.
Moro em um estado da região Centro-oeste, e pelo menos uma vez por mês vou a SP a trabalho, e fico mais ou menos 3 dias. Na minha vinda no mês passado antes do feriado do dia 15/Nov, decidi esticar um pouco mais, e ficar o final de semana pra ver o que rolaria… Na terça-feira 13/Nov, cheguei em SP por volta das 18h30, e fui direto pra o hotel. Lá fiz o Check-in como de costume, e decidi jantar fora do hotel… Em SP sempre alugo um carro pra me deslocar, e quando chego no Hotel, o veículo já está a minha disposição.
Fui jantar em um restaurante, e na saída eu decidi dirigir sem rumo, e me deparo com aquelas ruas em que prostitutas, travestis e garotos de programa fazem ponto pra arrumar trabalho.
Naquele momento me veio aquelas lembranças da infância, e minha rola deu sinal… Será que no meio de tanta carne a venda não teria uma carne novinha pra eu matar aquela fome?
Vi de longe um garoto novinho de uns 15/16 anos rebolando igual a menina, mas achei velho de mais pra mim…
Rsrsrsrs…
Então fiz sinal pra ele entrar, e ele correndo entra no lugar do passageiro.
Quando ele entrou saí correndo com o carro, e ele foi logo falando:
Punheta é 15, Boquete é 20 e pra me comer é 50 tio…
Então falei direto:
Não quero nada com você viadinho… O moleque me olha assustado, e fala:
E o que o senhor quer de mim tio… O viadinho tava até tremendo a voz… Então eu falei:
Calma moleque, não vou te fazer nada… Quer ganhar 150 reais?
Ele muda o semblante, e me fala: Claro tio… O que eu tenho que fazer? Comprar algo pro senhor, e fez sinal de quem tava cheirando cocaína…
Falei pra ele: Não… Claro que não. Não uso isso cara…
Quero que você me arranje um filezinho pra eu comer…
Ele fala: Loira? Morena?
Falo: Não… Quero um cú de novinho…
Ele fala: Eu tenho 16 tio… Falo pra ele:
Não, mais novinho do que você… Tipo 11/12 anos, ou mais novinho… Só não quero com menos de 9… Ele me dá um sorriso safado e fala: o tio gosta de menino novinho? Sim gosto sim… E você vai ganhar 150 livre de tudo.
Mas tio eu não conheço nenhum tão novinho que tope sair com o senhor… Falei pra ele: Você é um viadinho esperto, e você vai conseguir… Ele fala: Tá, mas como eu falo com o senhor? Falei pra ele que eu passaria no outro dia a noite no mesmo lugar, as 21h00, e ele iria receber o dinheiro.
Então pra mostrar aquele garoto que eu estava disposto a pagar bem, botei 50 reais na mão dele, e falei: Isso é fora dos 150… Só pra você ver como você não vai perder comigo.
Deixei ele perto de onde eo o peguei, e fui pro hotel… Sem expectativa, pois na minha cabeça aquela loucura não iria se concretizar.
Na quarta passei o dia normal, e não fiquei ancioso nem nada, pois não acreditava que o moleque arrumaria a encomenda. Fui jantar no mesmo restaurante, e por volta das 21h20 saí do lugar em direção da rua que encontrei o projeto de travesti… Chegando lá, qual foi minha surpresa… Nem o garoto da noite anterior, nem minha encomenda… Que otário sou eu pensei… Dei umas duas voltas e derrepente vejo o mesmo garoto, com um outro menino mais baixinho, e aparentando ser mais novinho do que ele… Juro que meu coração quase saiu pela boca, e minhas mãos começaram a tremer…
Eles ao me avistarem correram em direção ao meu carro… Entraram correndo. O mais velho no banco de trás, e o mais novinho no banco da frente ao meu lado.
O mais velho falou: Gostou tio do presente que eu trouxe pra o senhor?
Eu falei gostei sim… Gostei muito.. Ele fala: O nome dele é Mateus, tem 11 anos, do jeito que você queria…
Só naquele momento que me lembrei que não sabia o nome do mais velho… E qual é o seu nome? Meu nome é Tiago, mas na noite sou chamada de Samanta.
Tiago, nosso Mateus aqui sabe o que combinei com você? Ele fala: Sabe sim tio, só vai de vagar com ele, por que só faz uma semana que ele ta fazendo essas coisas, e tem que ir de vagar pra não machucar sabe? Sei sim Tiago… E eu prometo que nós dois vamos nos divertir, e os dois vão sentir prazer… Certo Mateus… Ele só balança a cabeça afirmativamente. Até aquele momento eu não tinha ouvido a voz dele… Tiago fala: Tio você me da o que prometeu, e pode ir com ele, que eu tenho muito pra trabalhar, até por que hoje é véspera de fereado e eu ganho um extra… Paguei os 150 a ele e ele saiu do carro, e falou: Mateus trata o tio com carinho, e confia nele por que ele é um cara muito legal… Tiago foi embora, e ficamos apenas Mateus e eu.
Falei pra o menino que aparentava estar com muito medo: Mateus, eu não vou te machucar… Pode confiar em mim… Pra onde a gente pode ir?
Ele deu de ombros e falou pela 1ª vez:
Tio, eu não sei… Só fiz no carro rapidinho, e não conheço nenhum lugar pra a gente fazer isso… Então busquei no GPS por motéis naquela região, e achei uns 5 ou 6, e decidi ir pra um… Quando cheguei na rua do Motel, eu pedi pra Mateus ir pra o banco de trás, e se deitar pra não ser visto… Entramos no Motel, e avisei a recepção que iria pernoitar, eles me falaram que tinha que pagar adiantado o pernoite, e a consumação pagaria na saída… Fiz o que tinha que fazer e voltei pro quarto… Ao chegar, Encontro Mateus sentado num sofá de cabeça baixa, e pela 1ª vez eu reparo nele… Um menino Branquinho, cabelos bem pretinhos, lábios rosados, nem magro, nem gordo, com umas coxinhas roliças, com aparência de menino criado pela avó… Sento junto com ele, pego sua mãozinha e falo oi Mateus… Sou o Fernando… E queria muito estar aqui contigo… Ele fala: Tio você vai botar com força? Se doer você para de enfiar? É que o cara que eu saí fez com força, meteu tudo de vez no meu bumbum, e até saiu sangue, e doeu muito…
Falei pra ele: Mateus, lembra que eu falei que nós dois íamos nos divertir? Então… Tem que ser bom pra nós dois… Senti que ele relaxou mais e me aproximei dele e beijo sua boquinha, e aliso seus cabelos…
Boto a mão no pintinho dele por cima do short de tactel que ele usava, e sinto que tava ficando durinho….
Ele também pega no meu pau por cima da calça e aperta.
Falei pra ele: Mateus… Vamos tomar um banho juntos pra ficarmos mais amigos? Ele balança a cabeça dizendo que sim, e pego ele pela mão e levo pra o banheiro… Falo pra ele tirar a roupa e me esperar, que eu voltava já.
Voltei pra o quarto, coloquei minha carteira dentro da mala do meu carro, tirei minha roupa, e fui pra o banheiro de novo… Chegando lá, me deparo com a seguinte visão: Mateus empé no lado da banheira, totalmente nuzinho, mexendo no pintinho que tava bem durinho, e esboçava um sorriso… Ele me pergunta muito timidamente: O senhor não vai tomar banho? Falei Vou sim Mateus… Ele fala: Então por que o senhor ainda tá vestido? Dei uma risada, e falo: Aé… Tirei minha roupa e ele olha admirado pra meu pau que aquele momento tava estourando de tão duro… Nossa tio… É grande.
Meu pau mede 18CM, mas tem uma grossura razoável,
Vai doer quando o senhor for me comer… Não Mateus… Eu vou preparar teu cuzinho pra comer, e não vai doer nada, eu prometo.
Chego perto dele e novamente beijo sua boca, e desço lambendo seu pescoço, seus mamilos, e chego finalmente no seu pintinho… Aquele cheiro de pintinho de menino com o odor característico de criança com um cheirinho de mijo, aquela macinha branca que junta com a sujeira retida do xixi, o que me deixou inebriado… Fiquei uns 3MIN só cheirando o piruzinho de Mateus antes de abocanhar inteirinho…
Quando enguli o pintinho dele, Mateus começa a gemer, e falar;: Aiiii… Hummmmmmmm… Como é bom tio… Huuuuuuummmmmm…
Coloco minha mão na bundinha de Mateus, e pra minha surpresa ele abre as pernas e com meu dedo indicador começo a esfregar seu rego, encontrando seu cuzinho piscando, doido pra levar rola, a minha rola…
Então paro de chupar ele, e fico em pé e aponto pra meu pau… Ele entende, se abaixa e começa a chupar minha rola ainda sem muita prática, mas faz o boquete que ele conseguia… eu entro na banheira com ele ainda me chupando, e boto ela pra encher.
Tiro meu pau da boca de Mateus, levo ele pra perto do choveiro, e ligo a ducha e faço a limpeza interna no intestino dele, e depois de colocar várias vezes água e ele evacuar, e quando a água saiu limpinha puxei ele pra banheira e ali começava nossa noite realmente…
Mas amigos ficou muito extensa a 1ª parte. Amanhã posto o resto.
Vocês vão saber quais loucuras nós fizemos, a história triste da vida do Mateus, e como ele colocou seu irmão de 9 anos pra fuder conosco… Mateus mesmo aos 11 anos, está deixando esse DR. Louco